Antivírus nativo da Play Store é menos confiável do que serviços de terceiros

Por Redação | 24 de Outubro de 2017 às 15h02

De acordo com um estudo feito pela AV-TEST, empresa que se dedica a testar a confiabilidade de antivírus por aí, o Google Play Protect não é tão eficiente quanto antivírus de terceiros para aplicativos móveis. A pesquisa indica que o antivírus nativo do Google tem desempenho 25% pior do que soluções de concorrentes no que diz respeito à detecção de apps infectados.

Em um dos testes, o Play Protect conseguiu detectar apenas 65% de todos os apps comprovadamente comprometidos com malwares e arquivos maliciosos do tipo. Em comparação, o Droid-X 3 da NSHC foi capaz de detectar 82% deles, um percentual quase 20% maior do que o antivírus do Google.

Segundo a empresa alemã, que garante sempre usar a versão mais atual de todos os softwares e aplicativos, todos os apps foram autorizados a se atualizar a qualquer momento e consultar seus serviços na nuvem, garantindo que os testes estariam considerando as atualizações mais recentes.

Isso mostra que, apesar dos esforços da Google para tornar sua loja de aplicativos cada vez mais segura, as coisas ainda não andam tão boas assim para quem confia única e exclusivamente no peso do nome Google. A companhia já chegou a remover mais de 25 mil aplicativos infectados de sua loja no início do ano, mas, segundo relatórios, pelo menos 350 aplicativos de malware aparecem a cada hora no Android.

Confira a relação completa com as soluções testadas pela AV-TEST e suas performances:

Fonte: TheNextWeb

Participe do nosso grupo de ofertas no Facebook e tenha acesso aos melhores descontos e cupons para você garantir sempre o menor preço em suas compras online.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.