Programadores já podem desenvolver aplicativos 64 bits para o Android L

Por Redação | 10 de Outubro de 2014 às 10h02

O Google finalmente disponibilizou todos os recursos necessários para que os desenvolvedores comecem a criar aplicações em 64 bits para a próxima versão do Android. A notícia chega aos programadores pouco antes do lançamento oficial do Android L, que deverá acontecer ainda neste mês de outubro, provavelmente na última quinzena. As informações são do Pplware.

A Apple, com o iPhone 5s, e a HTC, com o Desire 510, foram as primeiras empresas a desenvolverem um chip 64 bit para dispositivos móveis destinados ao consumo em massa. Isso provocou o interesse de fabricantes de chips como Qualcomm e Samsung. Para que o consumidor possa sentir a diferença ao utilizar aplicações em 64 bits é necessária uma integração eficiente entre software e hardware.

Aplicativos para Android desenvolvidos em 64 bits serão capazes de acessar mais espaço de memória, possivelmente maior que 4 GB. Os novos conjuntos de códigos específicos de 64 bits também farão com que a CPU possa lidar com o dobro de instruções por vez, resultando em um ganho expressivo de desempenho que será perceptível ao usuário.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Junto com o lançamento do Android L, deverão ser apresentados os novos modelos da linha Nexus. Sob a marca da HTC e Motorola, os novos Nexus 9 e o Nexus 6 deverão ser os primeiros aparelhos a terem o Android L disponibilizado de fábrica aos usuários. Em preparação para o lançamento, o Google anunciou um emulador Android L Developer Preview 64 bit x86, com o objetivo de permitir os desenvolvedores testarem e migrarem suas aplicações.

Com o terreno preparado, as fabricantes de dispositivos móveis poderão atualizar o hardware para receber as novas aplicações. Desta forma, os consumidores poderão esperar por mais dispositivos com processadores de 64 bits em seus bolsos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.