Jelly Bean e KitKat dominam o mercado Android

Por Redação | 08 de Janeiro de 2015 às 13h57

Aquela antiga pedra no sapato do Google continua incomodando. Em mais uma rodada de dados sobre a penetração do Android, a empresa revelou que a versão Jelly Bean do sistema operacional continua dominando esse segmento, mesmo tendo sua primeira edição lançada há quase três anos. Hoje, são 46% dos aparelhos funcionando com a plataforma.

Em segundo lugar, vem o KitKat, que apesar de estar ganhando tração com um aumento de mais de 5% nos últimos meses, ainda aparece em 39,1% dos dispositivos. É um número significativo que o Google espera ver crescendo ainda mais nos próximos períodos, em um grande esforço para diminuir a fragmentação da plataforma.

O novato Lollipop, porém, nem aparece na lista. Como ela só leva em conta versões com mais de 0,1% de penetração, o novo Android não dá as caras, enquanto fabricantes e operadoras de todo o mundo preparam seu lançamento segmentado para diversas regiões. Esse, também, é um dado que o Google espera ver alterado significativamente nos próximos meses.

Penetração Android jan/2015

O restante dos usuários permanece dividido entre a versão 4.0 Ice Cream Sandwich, com 6,7%, Gingerbread (7,8%) e Froyo, que ainda está em 0,4% dos aparelhos. Aqui, a expectativa também é de um sumiço em um futuro próximo, principalmente para o “iogurte congelado”, na medida em que os usuários substituem seus aparelhos antigos por propostas mais recentes que, claro, trazem edições atualizadas do sistema operacional.

Por outro lado, ainda não dá para perceber os reflexos de um movimento do Google para facilitar a atualização de sua plataforma e tornar o Android menos plural. A empresa vem, desde o ano passado, trabalhando para simplificar o processo de update, de forma que ele possa ser feito diretamente pela Play Store, sem a necessidade de intervenção de operadoras e fabricantes. Os efeitos disso, porém, só devem surgir de forma significativa nos próximos anos.

Falando na loja online, é ela o parâmetro usado para levantamento dos dados. O Google utiliza dados de acesso ao marketplace para compor a lista, considerando que os aparelhos que se conectam para atualização ou download de aplicativos continuam ativos e sendo usados pelos consumidores.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.