Google terá que devolver US$ 19 milhões devido a compras in-app não autorizadas

Por Redação | 05.09.2014 às 09:40

As compras dentro de aplicativos são as mecânicas preferidas, principalmente das desenvolvedoras de jogos free-to-play, para garantir seu faturamento. Por esse método, os usuários podem adquirir novos capítulos, vidas extras e itens especiais para incrementar a experiência ou, simplesmente, continuar a diversão. A ideia, porém, também representa uma grande dor de cabeça para pais de todo o mundo.

Foi justamente por isso que o Google preferiu chegar a um acordo com o governo dos Estados Unidos para a devolução de US$ 19 milhões em compras não autorizadas realizadas através da Google Play Store. Em sua maioria, são aquisições feitas por engano ou por crianças utilizando os dispositivos dos pais, fatores que as autoridades atribuíram a uma falta de clareza nas regras da loja online. As informações são do Engadget.

Imagine que você, como praticamente todo mundo, tem o cartão de crédito cadastrado no marketplace de aplicativos do Google. Seu filho, então, começa a jogar Candy Crush e, para poder continuar se divertindo, compra sucessivamente diversas vidas em seu dispositivo, algo que você só vai perceber que aconteceu no fim do mês, quando receber a fatura pelo correio. A situação desesperadora levou um grupo de americanos a registrarem uma ação de classe na justiça do país.

Sendo assim, a empresa concordou em devolver o dinheiro relativo a todas as compras não autorizadas ou feitas por engano. O caso se relaciona a todas as aquisições feitas até o final de 2012, período após o qual o Google implementou uma política na qual uma confirmação, por meio de senha, é necessária para a realização de qualquer compra in-app.

É um processo do qual a Amazon e a Apple também tiveram que se sujeitar. A loja de Jeff Bezos continua lutando na justiça, mas a Maçã também concordou com um acordo semelhante e, de acordo com informações preliminares, deve devolver cerca de US$ 32,5 milhões em estornos oriundos de aquisições de itens virtuais não autorizadas.

Todos os afetados pelas políticas do Google serão notificados automaticamente pela Google Play Store e receberão as instruções sobre como deverão solicitar o reembolso.