Google não tinha intenção de usar telas de toque com o Android

Por Redação | 14 de Abril de 2014 às 14h06

Documentos que anteriormente eram confidenciais continuam sendo revelados ao mundo como parte da batalha judicial de patentes entre Apple e Samsung. Agora, novas informações revelaram que o Android, um dos principais sistemas operacionais móveis do mundo, não foi criado para utilização dos displays sensíveis ao toque. Segundo os dados, isso só aconteceu após a chegada do iPhone às lojas.

As informações publicados pelo Apple Insider datam de 2006 e são de um tempo em que o Android nem mesmo possuía esse nome, ainda sendo chamado pelo Google de “O Projeto”. Na época, a mensagem era clara: as fabricantes que quisessem usar a plataforma deveriam criar aparelhos com um total mínimo de teclas, que seriam usadas para navegar pelo sistema. Setas de navegação, botões para seleção e os clássicos teclados numéricos eram essenciais.

Os desenvolvimentos na novidade eram feitos em cima do Sooner, um aparelho que seria desenvolvido pelo próprio Google e carregava bastante semelhança com modelos da BlackBerry. Já o sistema operacional em si traria uma experiência semelhante à do Windows. Vale lembrar que o mercado de smartphones ainda era uma grande novidade e, na época, a ideia ainda era aproximar a experiência mobile daquela encontrada nos computadores.

Tudo mudou com a chegada do iPhone. A Apple não apenas mostrou que o aparelhos inteligentes poderiam trazer uma experiência própria como inovou ao excluir praticamente todos os botões e apostar na tela de toque como método principal de uso. A chegada do celular às lojas e subsequente confirmação de que as ideias da Maçã realmente faziam sentido levaram a equipe responsável pelo Android de volta à fase de planejamento.

A segunda versão do documento, liberada no final de 2007, já falava sobre telas de toque e seguia a tônica do iPhone. Sem usar canetas stylus, o Android já passava a ser um sistema operacional otimizado para as touchscreens e bem mais parecido com o que conhecemos hoje, apesar de ainda ter suas adaptações para celulares com telas comuns e teclados convencionais.

HTC Dream

O primeiro celular a rodar o sistema operacional seria o HTC Dream (foto), que traria justamente a união entre esses dois mundos, ao contar com uma tela de toque e também um teclado físico. O aparelho chegou às lojas em 2008 e iniciou a guerra de plataformas que todos conhecemos muito bem.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.