Google I/O: Companhia apresenta Android Wear para Samsung, LG e Motorola

Por Redação | 25 de Junho de 2014 às 19h39

O Android Wear, sistema operacional do Google para dispositivos vestíveis, foi apresentado da forma como todo mundo queria: juntamente com os primeiros aparelhos a rodar a novidade, os relógios inteligentes LG G Watch, Samsung Gear Live e Moto 360. O anúncio foi realizado durante a conferência anual para desenvolvedores Google I/O, nesta quarta-feira (25).

Na demonstração feita pelo Google, foi possível notar os comandos de voz, notificações e algumas outras funções. De acordo com o diretor de engenharia da companhia, David Singleton, os dispositivos virão tanto nas versões retangulares quanto nas circulares, com uma grande variedade de modelos.

"Estamos no começo de uma nova fase da miniaturização da tecnologia. Isso significa que finalmente será possível confeccionar um computador que pode se encaixar confortavelmente em seu corpo o dia todo", explicou Singleton.

O Google e outras companhias veem nos dispositivos vestíveis uma nova oportunidade de mercado, já que o setor de tablets e smartphones vem crescendo lentamente nos dias de hoje. Até o final do ano, a expectativa é de que mais de 19 milhões dos chamados wearables sejam comercializados no mundo todo, triplicando os números projetados no ano passado.

O levantamento da IDC, divulgado em abril, contabiliza que, em 2018, devem estar nas prateleiras cerca de 112 milhões de unidades de wearables, diante de 1,7 bilhão de smartphones.

Android Wear

Singleton disse também que as pessoas têm acessado seus aparelhos com Android numa média de 125 vezes ao dia. Então, os relógios podem oferecer uma maneira mais fácil de absorver notificações e interagir com o ambiente ao redor de um jeito mais adequado do que outros dispositivos móveis atualmente disponíveis.

Com relação aos recursos, alguns modelos de Android Wear já virão com monitores cardíacos e conta-passos. O software também deixará que os usuários ativem uma configuração de "Não Perturbe", apenas deslizando o dedo sobre o visor. Além disso, será possível fazer rápidas gravações com comando de voz, a exemplo de informações de voo para serem lembradas posteriormente. Os controles de música previstos para o Android Wear devem interagir com smartphones Android.

O alto investimento e os destaques relacionados ao Android Wear vêm para antecipar a movimentação da Apple, que também mira o mercado dos wearables mas ainda não apresentou oficialmente o que seria seu iWatch. Entre as empresas já confirmadas como parceiras do sistema operacional para dispositivos vestíveis estão LG, Asus, HTC, Motorola, Samsung e Fossil Group.

O LG G Watch, a US$ 229, e o Samsung Gear Live, a US$ 199, estão em pré-venda a partir desta quarta, via Google Play Store e devem ser entregues aos consumidores estadunidenses no dia 7 de julho. Já o Moto 360, ainda sem valor estipulado, será lançado nas próximas semanas.

Fonte: http://www.cnet.com/news/time-for-android-wear-google-shows-off-lg-samsung-motorola-watches/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.