Engenheiro do Google explica os sistemas de atualização do Android

Por Redação | 29 de Novembro de 2013 às 18h00

Os lançamentos de atualizações do Android sempre são extremamente movimentados. Ao longo das horas e dias que se seguem após o lançamento de um novo update, milhares e milhares de usuários comentam sobre as novidades ou exibem frustração por ainda não terem acesso às novas versões. Por meio do fórum Reddit, Dan Morrill, um dos engenheiros responsáveis pela compatibilidade do sistema operacional, revelou como tudo funciona.

Segundo ele, as atualizações do Android seguem um sistema de lotes para evitar problemas e garantir um funcionamento pleno em todo tipo de aparelho. Nas primeiras 48 horas a partir da chegada de um update, 1% dos usuários é selecionado aleatoriamente para receber as novidades. Com tudo funcionando, um grupo maior, com 25% dos usuários, é selecionado – e assim por diante, até que todos possam baixar as novas versões.

O processo leva até duas semanas para chegar ao fim e, ao longo desse período, a equipe responsável trabalha para resolver problemas pontuais. Por isso, afirma Morrill, não adianta ficar pressionando inúmeras vezes o botão para verificar atualização. O engenheiro sugere que a checagem seja feita com intervalo de algumas horas, já que novos lotes não são abertos ao público.

Em outro tópico, Morrill desaconselha os usuários a usarem métodos alternativos para “furar a fila” das atualizações. É o caso, por exemplo, do esvaziamento do Google Service Framework, um sistema que regula a transferência de dados entre os servidores da empresa e os dispositivos com Android. Tal prática, aponta ele, pode causar problemas nos aplicativos de terceiros que demoram a ser resolvidos, já que depende de uma sincronia total entre a infra-estrutura e o smartphone.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.