Após lançar app inútil na Play Store, criador do Virus Shield assume erro

Por Redação | 22 de Abril de 2014 às 10h01

Jesse Carter, desenvolvedor da Deviant Solutions e criador do aplicativo para dispostivos móveis Virus Shield, fez um "mea culpa" em matéria veiculada pelo The Guardian. Segundo ele, o falso antivírus produzido para o sistema operacional Android não deveria estar disponível na Google Play Store.

Só para lembrar, o Virus Shield foi baixado mais de 30 mil vezes pelo valor individual de US$ 3.99 entre os dias 28 de março e 6 de abril. O app prometia proteger dispositivos móveis contra ameaças virtuais.

Após avaliação mais aprofundada da Android Police, no entanto, o app se mostrou inútil para a função. Ele saiu do ar porque violou os termos de conduta para desenvolvedores que deixa claro: "o conteúdo, título, ícone, descrição ou screenshots não devem conter informações falsas ou enganosas".

"Um dos nossos desenvolvedores simplesmente cometeu um erro estúpido", disse Carter ao The Guardian. "A versão do app analisada pela Android Police não deveria ser lançada, era uma referência criada pelo nosso designer", tentou justificar.

virus shield 2

Carter ainda disse que a própria empresa deve reembolsar os compradores do Virus Shield. "Quando lemos o artigo da Android Police, tentamos colocar a versão que queríamos no lugar da que estava lá, mas nossa conta de desenvolvedores para a Google Play estava desativada. Não temos como sacar nada do que recebemos com a venda e temos a intenção de reembolsar todas as compras. E devemos oferecer a versão que queríamos gratuitamente para todos."

A estimativa é de que aproximadamente US$ 90 mil estejam retidos com o Google, já que este seria o valor arrecadado e não devolvido com o Virus Shield no tempo em que o app esteve disponível. Como a conta da Deviant Solutions está desativada devido ao episódio, o valor possivelmente não pode ser utilizado por Carter e a empresa.

O "mea culpa" de Carter, contudo, não convenceu ninguém, muito menos o pessoal do Google, que reembolsará os usuários enganados. Todos que compraram o Virus Shield devem receber um e-mail comunicando a devolução dos US$ 3.99 e ainda um crédito de US$ 5 para serem gastos na Google Play Store.

Fonte: http://www.theguardian.com/technology/2014/apr/10/fake-android-antivirus-app-developer-virus-shield

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.