Aparelhos com Android Lollipop não serão criptografados por padrão

Por Redação | 03 de Março de 2015 às 13h59

Apesar de o Google ter prometido que os gadgets com a versão mais recente do Android, a Lollipop, viriam com criptografia ativada por padrão, isso não está acontecendo. De acordo com o Ars Technica, o recurso está presente nos aparelhos próprios da empresa, como o Nexus 6 e o Nexus 9, mas vem sendo removido dos dispositivos de outras companhias.

Notadamente, smartphones como o novo Moto E e o Samsung Galaxy S6 não apresentam tal recurso nas versões demonstrativas disponíveis no Mobile World Congress, o que indica um recuo silencioso do Google em relação às posições divulgadas em setembro de 2014.

“Como parte do próximo Android a ser lançado, a criptografia será ativada por padrão no ato, você não vai precisar nem pensar em ativá-la”, declarou na época o porta-voz do Google Niki Christoff. E a posição foi reafirmada pela empresa em uma postagem no blog oficial do Android pouco tempo depois, em outubro de 2014.

Android Lollipop

Orientações atualizadas

Questionado pelo veículo de imprensa, a Google disponibilizou o documento (em PDF) de Definições de Compatibilidade do Android, um guia que as fabricantes devem seguir para poder implementar o Android Lollipop em seus dispositivos. O texto que trata da criptografia traz um conteúdo bem diferente daquele divulgado anteriormente pela gigante da web.

No item 9.9, que trata deste tema, lê-se o seguinte:

Se o dispositivo possui uma tela de bloqueio, é obrigatório apresentar suporte para a criptografia completa dos dados privados de aplicativos (/data partition), bem como da partição do cartão SD se ele for uma parte permanente e não removível do dispositivo. Para dispositivos com suporte para criptografia completa, é opcional a ativação em tempo integral deste recurso assim que o usuário completar a primeira inicialização do aparelho. Apesar de este requerimento ser definido como opcional para esta versão da plataforma Android, ele é altamente recomendável, bem como esperamos mudá-lo para obrigatório nas versões futuras do Android.

Em suma, a antiga orientação da Google para que a criptografia fosse obrigatoriamente ativada por padrão nos novos dispositivos com o Android Lollipop foi substituída apenas pela recomendação de que isso fosse feito pelas fabricantes. E talvez as empresas tenham enfrentado alguns problemas com desempenho de seus aparelhos com a criptografia ativada por padrão, assim como apontaram testes realizados com o Nexus 6.

Assim, o Google pode ter aliviado sua política a fim de dar mais tempo para as fabricantes se prepararem de fato para oferecer o recurso sem limitar a performance de seus gadgets, daí a informação de que o novo sistema será obrigatório no futuro.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!