Android L suportará múltiplos usuários em smartphones, confirma desenvolvedor

Por Redação | 07 de Agosto de 2014 às 16h20
Divulgação

Há algum tempo os usuários do Android em smartphones reclamam da falta de suporte do sistema operacional a múltiplos usuários e enchem os fóruns de suporte do Google pedindo pela adição do recurso. O problema é que aparentemente o Google nunca deu muito ouvidos a esse tipo de reclamação, pelo menos até agora.

Um desenvolvedor da gigante da Internet respondeu a um usuário no fórum de suporte do Android acenando como positiva a adição do suporte a múltiplos usuários no Android L. "Nossa equipe de desenvolvimento implementou esse recurso e ele estará disponível no próximo lançamento público", disse o desenvolvedor. Embora não tenha mencionado qual será o próximo "lançamento público", é bem claro que ele está se referindo ao Android L.

A nova versão do sistema operacional da empresa foi anunciada em junho deste ano durante a Google I/O 2014, mas nenhuma informação sobre quando ele estaria disponível para o público foi divulgada. A expectativa é que o sistema seja lançado oficialmente até o fim deste ano e traga consigo uma série de novidades que há muito tempo eram pedidas pelos usuários.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Reclamações e pedidos pela adição do suporte a múltiplos usuários são frequentes, mas essa foi a primeira vez que um desenvolvedor do Google acenou como positiva a adição do recurso à versão do sistema para smartphones

Reclamações e pedidos pela adição do suporte a múltiplos usuários são frequentes, mas essa foi a primeira vez que um desenvolvedor do Google acenou como positiva a adição do recurso à versão do sistema para smartphones (Imagem: Screenshot/Canaltech)

Quanto ao suporte a múltiplos usuários, a empresa de Mountain View já o tinha disponibilizado para a versão 4.2 do Android para tablets. O problema é que o recurso nunca foi muito intuitivo e acabou afetando o desempenho geral do sistema. Tais falhas levaram o Google a melhorá-lo na versão 4.3 e aparentemente adaptá-lo para os smartphones.

Com a adição do recurso, os problemas de muitos usuários que têm filhos ou amigos que gostam de bisbilhotar o telefone podem chegar ao fim. Além disso, a novidade pode ajudar empresas a criar e manter políticas de BYOD efetivas que utilizam os próprios dispositivos dos colaboradores.

Ainda não se sabe como tudo funcionará ao certo, mas o mais provável é que o robô verde passe a conseguir separar perfis, arquivos, e-mails e até interfaces gráficas diferentes para cada perfil de usuário, quer ele seja pessoal ou profissional. Vamos esperar para ver.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.