Análise: Peugeot 308 1.6 THP Flex (2016) [CT Auto]

Por Igor Lopes RSS

Tem quadro novo no Canaltech! A partir de hoje, além de smartphones, tablets, computadores, também vamos fazer pra você reviews de carros que trazem muita tecnologia embarcada para facilitar a vida do motorista. O nosso brinquedinho de estreia é esse aqui, o Peugeot 308 1.6 THP Flex.

Ficha Técnica

Claro que, aqui no Canaltech, vamos nos focar na parte tecnológica do carro. Mas, antes de partir pra isso, vamos dar uma geral na ficha técnica dele.

Estamos falando de um carro com motor flex, com potência de 166 cv em gasolina e 173 em etanol, 4 cilindros, 1.6 16 válvulas. A tecnologia de injeção direta presente nele dispensa aquele tanquinho de gasolina do sistema de partida a frio, e esta família de motores proporciona uma redução de consumo e de emissões de cerca de 10% em comparação com a geração anterior. A sigla THP significa Turbo High Pressure, e deixa esse motor bem nervosinho, viu! Faz de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos, tem torque de 24,5 kgf/m rodando a baixas 1400 rpm.

Se pisar fundo, dá pra sentir aquela colada no banco e ultrapassar quem segue à frente! E o uso do ar condicionado não interfere em muito na força do motor.

Relativamente econômico, o Peugeot 308 THP ainda tem o botão "Eco", que engata uma marcha mais elevada mesmo sem tanta rotação do motor para gastar menos combustível. É uma função bastante interessante para dirigir nas cidades, quando o trânsito acaba travando o desempenho dos veículos. E aqui, temos uma questão a ser levantada. Por padrão, quando o carro é ligado, o modo "Eco" fica inativo. Se você anda muito na cidade e tem interesse em economizar gasolina, vai precisar lembrar de ativar o modo "Eco' sempre que entrar no carro. Caso contrário, o motor vai mostrar toda a nervosia dele até mesmo no caminho para o supermercado. Dito isso, vamos aos números: com o pé leve, ele é econômico. Pisando fundo, ele tem uma performance bem convincente. Em nossos testes com o Eco ligado, o consumo urbano chegou a 8 km/l no etanol, já nas estradas atingimos cerca de 12 km/l também no etanol.

O câmbio é automático e sequencial com 6 marchas. Há o modo automático, que já comentamos, e também o manual - você precisa dar um tranquinho pra cima ou para baixo para mudar as marchas. Aqui sentimos falta das borboletas no volante, coisa que até carros mais caretas e baratos têm.

A direção é macia, agradável, eletro-hidráulica, e ele tem 429,2 cm de comprimento, 206,4 cm de largura, 151,8 cm de altura, 430 l de porta-malas - um dos maiores da categoria - e o tanque de combustível comporta 60 litros. Se a direção é macia, a suspensão é mais dura e transmite para a cabine toda a imperfeição dos asfaltos brasileiros. A frente também é bem baixa, e raspa com facilidade em valetas e entradas de garagem.

Design

Um carro que agrada aos olhos. A dianteira ganhou um upgrade se comparado ao modelo 2015 do 308: traz a grade com o leão símbolo da marca, os faróis recortados, o capô com o volume avantajado no meio e a faixa horizontal de plástico preto no para-choque une os faróis de neblina, causando um efeito que os designers chamam de alargamento da base. Nela também ficam duas barras de luz formadas por seis pontos de LED, uma de cada lado. Na traseira, as novas lanternas também trazem iluminação com LEDs.

Acabamento Interno

Uma cabine bem acabada é o que se espera de um carro esportivo, e o pacote aqui é completo. Assentos e volante com acabamento em couro, câmbio cromado, airbags frontais, laterais e de cortina, faróis e limpadores de parabrisa automáticos, direção com ajuste de altura e profundidade, piloto automático, limitador de velocidade. O teto panorâmico é um detalhe à parte, olha o tamanho disso! Apesar de não ser conversível, é quase como se você estivesse em um. Só falta o vento no rosto. O campo de visão lateral e também à frente é bem amplo, o que garante boa visibilidade para o motorista. O espaço para ombros e cabeça é bom, tanto na frente quanto atrás. As rodas aro 17 de liga leve completam o pacote.

Sensores

Taí um carro com olhos digitais espalhados por todos os lados. Em cada quina dele, existe um sensor de proximidade que avisa, com um beep e um gráfico, o quão próximo o elemento externo está de você.

Para garagens ou vagas apertadas, é um auxílio e tanto na hora de parar ou fazer uma baliza. Já no trânsito caótico de São Paulo, por exemplo, ele pode ser um pouco irritante. Isso porque motoboys, quando passam muito perto do carro, ativam os sensores o tempo todo, seja na frente ou atrás, e o resultado é uma sinfonia de alertas durante o caminho. Mas é possível desativar os beeps com o simples apertar de um botão. A câmera de ré integrada também é uma mão na roda para momentos em que a vaga é apertada, você tem uma visão bastante ampla do ambiente atrás do carro. E, pra completar o pacote, os retrovisores se retraem automaticamente quando o carro é trancado, garantindo uma segurança extra contra motoristas desavisados nas ruas.

Central Multimídia e Ar

Agora começamos a falar da parte que realmente interessa a você aqui no Canaltech. A central multimídia é completa. Tela de 7 polegadas sensível ao toque com rádio AM/FM com memória para 12 estações, leitor de MP3 e fotos - e aqui vale um destaque: o carro tem memória interna de 16 GB. Isso é ótimo tanto para você que não quer gastar muito espaço do seu telefone com músicas, ou mesmo se o seu amigo entrou com aquele pen drive matador no carro e você gostaria de copiar as músicas dele pra você. O carro serve de HD externo. Ele ainda tem conexão USB e Bluetooth para você falar pelo telefone ao volante sem correr riscos, audiostreaming para você ouvir as músicas do telefone via Bluetooth pelo carro sem precisar conectar cabos. Aqui nesse menu, você consegue conectar seus smartphones Android ou iOS para fazer, inclusive, espelhamento da tela. No caso do iOS, todos os aparelhos Apple a partir do iPhone 5 são compatíveis e o processo é simples, plug and play. Mas se você esperava ver o Waze, por exemplo, nessa tela... pode mudar de ideia. São poucos os aplicativos compatíveis e o Waze não é um deles. Já no Mirror Link para Android, a questão é um pouco mais complexa. Poucos são os MODELOS compatíveis com a tecnologia. São alguns aparelhos LG, alguns Samsung, alguns Sony... e só. Taí uma decepção e uma esperança de que o Android Auto se torne o sistema padrão nos carros num futuro bastante próximo. Veja a lista de aparelhos compatíveis.

O ar condicionado do 308 THP também traz uma função que agrada bastante e já deveria se tornar padrão em carros mais completos do mercado: o sistema bi-zone. Com ele é possível definir uma temperatura para o motorista e outra para o carona. É ideal para pessoas friorentas ou calorentas, que sempre têm essa discussão com o parceiro ou o colega. A temperatura do ambiente nunca é consenso, certo?

App Link My Peugeot

Aqui está um diferencial bem legal da Peugeot. A fabricante disponibiliza para todos os seus clientes o app Link My Peugeot. Com ele, você consegue fazer o acompanhamento de trajetos e gastos de combustível na palma da sua mão, mesmo a distância.

Consegue saber, por exemplo, o gasto médio do seu veículo, os últimos trajetos, a autonomia do carro... Na verdade, tudo isso já é mostrado no computador de bordo do carro, mas aqui você consegue ver as estatísticas com calma, em casa, caso tenha curiosidade. O app traz duas ideias bem interessantes: a primeira é a possibilidade de continuar a navegação a partir do momento que você sai do carro. Vamos supor que você colocou, no navegador do carro, um endereço X, mas teve que parar num estacionamento um pouco distante. O aplicativo consegue continuar te guiando, a pé, até o destino final. A outra função interessante é a de localizar o veículo. Claro, o carro não tem GPS mas, em TEORIA, o aplicativo mostraria o local onde o carro foi estacionado pela última vez. O problema é que, em nossos testes, a conexão entre carro e aplicativo não aconteceu todas as vezes, e aí, nenhuma dessas duas funções funcionou perfeitamente. Vc tem o log de tudo o que aconteceu com o carro, isso sim. Mas não a sua localização, com as duas funções extras propostas pelo aplicativo, não.

Conclusão

O 308 é bem ágil e é um carro muito bom de dirigir, principalmente pra quem tem perfil esportivo. Ele é firme quando em alta velocidade, e super macio quando em manobras, tem ângulos de visão bastante amplos, tecnologia que agrada aos geeks, e performance que agrada quem curte um carro nervoso, já que o motor não decepciona. Dito isso... vamos ao preço: ele custa a partir de R$ 86.490. O problema é que, por esse preço, ele fica muito próximo do Peugeot 408 de mesma configuração. Tá bom que são carros para perfis diferentes, mas essa proximidade de preços acaba sendo um pouco perigosa em um mercado tão competitivo quanto o de automóveis. A concorrência também chega agressiva, com valores muito próximos, o que faz com que o público fique bastante indeciso sobre qual carro esportivo levar para a garagem. O 308 THP convence. Se ele é o preferido? Depende do seu gosto por acabamento, performance ou tecnologia. Ford Focus e Golf, que também serão analisados aqui em breve, são dois concorrentes pesados para o francês.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome