Samsung J7: boa câmera e boa tela trabalhando juntas [análise]

Por Redação

Feito em plástico, mas com detalhes que simulam metal em seus contornos, o Galaxy J7 é mais uma das várias apostas da Samsung para abraçar diferentes nichos de clientes com necessidades bem específicas. Neste caso, a ideia é oferecer uma solução viável para quem procurar um gadget com tela e câmeras competentes e trabalhando juntas.

Do ponto de vista estético, ele segue os princípios básicos da linha Galaxy, mas é bom tomar cuidado ao manuseá-lo: a sua traseira é lisa, sem nenhuma textura, o que pode contribuir para alguns escorregões. A tampa da parte de trás é removível, outra característica comum na maioria dos aparelhos da Samsung, e o gadget ainda traz entrada para fones de ouvido e conector micro USB na sua parte inferior.

Galaxy J7Galaxy J7, mais um intermediário da Samsung. (Foto: Canaltech)

Especificações

A versão brasileira do Galaxy J7 traz a seguinte configuração:

  • Processador Exynos 7580 octa-core de 1,5 Ghz;
  • GPU Mali-T720MP2;
  • Memória RAM de 1,5 GB;
  • Armazenamento interno de 16 GB expansíveis até 128 GB via cartão microSD;
  • Tela Super AMOLED de 5,5 polegadas com resolução 1.280 x 720 pixels (HD);
  • Câmera traseira de 13 megapixels;
  • Câmera frontal de 5 megapixels;
  • Entrada para dois cartões SIM;
  • Dimensões: 152,2 x 79,1 x 7,9 milímetros;
  • Peso: 169 gramas;
  • Conexões: Wi-Fi b/g/n, Bluetooth 4.1 e GPS + GLONASS;
  • Android 5.1 Lollipop.

Como é possível perceber na lista acima, o J7 brasileiro não traz suporte a conexões NFC. Outro balde de água fria para o público brasileiro que se interessou pelas configurações do gadget é o fato de ele embarcar uma versão desatualizada do Android, a 5.1 (Lollipop), sem qualquer previsão de atualização para a mais recente, a 6.0 (Mashmallow).

Display e multimídia

A tela de 5,5 polegadas vem com resolução de 1.280 x 720 pixels, com 267 ppi de densidade. A combinação de tudo isso não é ruim, mas também não será nada surpreendente. O grande destaque aqui é o fato de a tela ser de Super AMOLED, que garante cores vibrantes em qualquer aplicativo rodado neste aparelho. Fotos e vídeos ganham um reforço ainda mais especial, figurando sempre em cores vivas e precisas.

Ainda no quesito multimídia, o Galaxy J7 conta com um único alto-falante na sua parte traseira, posicionado bem ao lado da câmera. E a escolha deste lugar é um ponto positivo do gadget, pois dificilmente você irá abafá-lo com o dedo enquanto mantém o aparelho em suas mãos. Entretanto, as boas notícias da parte sonora do J7 acabam por aí: a qualidade do som reproduzido lembra a de um antigo rádio a pilhas.

Galaxy J7Gadget traz um display competente, apesar de ter resolução de apenas 720p. (Foto: Canaltech)

Usabilidade e desempenho

A combinação entre resolução mais baixa, CPU e GPU permitem ao J7 rodar sem engasgos significativos, então você não terá problemas de desempenho por aqui. Já na questão de usabilidade, outra surpresa positiva é a pouca interferência da Samsung na interface do Android, com mudanças significativas apenas na tela de bloqueio e na barra de atalhos.

Sem dúvida, aproximar o usuário da experiência com o Android puro foi uma jogada acertada da fabricante sul-coreana. Uma pena, entretanto, que a escolha tenha sido também a de manter o usuário “preso” ao Lollipop.

Câmeras

O único problema da câmera traseira do J7, que inclusive faz vídeos de 1080p a 30 quadros por segundo, é algo que existe na grande maioria dos smartphones: dificuldades em ambientes com pouca luz, cenário que faz o tempo de foco da câmera traseira aumentar consideravelmente. Obviamente que isso não inviabiliza a captura de imagens de qualidade mesmo em lugares pouco iluminados, mas é bom tomar bastante cuidado com tremores na hora de tirar uma foto.

Já a câmera frontal apresenta um desempenho bem fraco. Ela sofre ainda mais com ambientes pouco iluminados e deixa alguns detalhes da foto com um aspecto semelhante ao de uma pintura a óleo, enfraquecendo tons e dando um visual “irreal” para alguns trechos da imagem.

Galaxy J7A câmera traseira do J7 não deixa a desejar. (Foto: Canaltech)

Vale destacar também que é possível realizar uma captura com a câmera do aparelho da Samsung por meio de um duplo clique do botão “home” — mais um ponto para o J7. Em suma, temos uma câmera intermediária que não foge dos padrões esperados para um smartphone intermediário.

Baterias e acessórios

A bateria de 3.000 mAh não decepcionou em nossos testes, apresentando um desempenho respeitável e que vai agradar bastante aos usuários. Em uma hora de streaming contínuo de vídeo, o J7 perdeu somente 7% de carga, o que nos leva a crer que este é o consumo médio do gadget — 7% por hora. Isso o coloca entre um dos melhores resultados em nossos testes de autonomia.

É claro que na “vida real” o desempenho tende a cair muito, afinal você vai ter inúmeros aplicativos consumindo dados em segundo plano, jogos, GPS e muito mais. Mas mesmo assim o J7 se saiu muito melhor do que outros concorrentes da mesma faixa de preço e mostrou ser capaz de chegar inteiro ao final de um dia intenso.

Ainda nesse âmbito da energia, o carregador do Galaxy J7 é simplesmente perfeito para o aparelho. Com saída de 2.000 mAh, ele respeita a potência da bateria e é capaz de recarregá-la totalmente me menos de duas horas.

Vale a pena?

No momento desta análise, o preço médio do Galaxy J7 é de R$ 1,2 mil, o que não é de todo ruim. Contudo, é preciso ficar atento que este aparelho conta com um display simples, com resolução de apenas 720p e apresenta as mesmas limitações de câmera que a maioria dos smartphones (problemas em ambientes pouco iluminados e selfies que deixam a desejar). Por outro lado, a bateria não deixa espaço para reclamações, o que também pode pesar para você na hora de tomar uma decisão.

Porém, o ponto que você não deve se esquecer de jeito nenhum na hora de escolher é o Android. Infelizmente, apesar de o J7 ser um ótimo aparelho, ele provavelmente jamais será atualizado para uma versão mais recente do Android, recebendo novidades apenas como aprimoramentos de segurança da versão Lollipop.

Quem faz questão de ter o último Android não deve escolher este aparelho; se isto não é um problema para você, o Galaxy J7 é um excelente smartphone.

Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7 Samsung Galaxy J7
Samsung Galaxy J7
Samsung Galaxy J7 slideshow lupa
Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome