Samsung Galaxy J5 Metal [Análise]

Por Redação

Até onde vai o baixo custo? Até os 500 reais? 1000 reais? O aparelho de entrada-intermediário é de plástico? De metal? Em busca dessas respostas, trazemos para vocês a análise do Galaxy J5 Metal

O APARELHO

Com proposta de usar o metal como destaque, o J5 Metal traz em 8.1mm o peso de 158g.

O tato nos diz algumas coisas sobre o modelo. A tampa traseira traz um toque "metalizado-perolado" e é agradável ao manuseio. Porém, é possível remover a peça, e aí dá para perceber uma composição predominantemente plástica para ela. Pode até conter algum metal aí no revestimento e acabamento, mas, é fato, a aparência é superior à realidade.

O metal propriamente dito fica para a moldura do modelo, que tem cortes angulados para dar mais conforto para essa pegada metalizada.

De resto, nada que fuja do clássico padrão que a Samsung adota. Botão home com duas touch-keys ao lado, além dos botões de volume e bloqueio na moldura lateral.

ESPECIFICAÇÕES

Rodando o Android v6.0.1 (Marshmallow), temos um aparelho com:

  • Qualcomm MSM8916 Snapdragon 410
  • CPU Quad-core 1.2 GHz Cortex-A53
  • GPU Adreno 306
  • 2 GB RAM
  • 16 GB de armazenamento interno (com suporte microSD)
  • GPS/GLONASS
  • Wi-Fi b/g/n
  • Bluetooth v4.1
  • NFC
  • Suporte dual-SIM 4G

DISPLAY e MULTIMÍDIA

Na frente do J5 Metal temos uma tela de 5.2", rodando na resolução de 1280 x 720 (HD). O painel utiliza a tecnologia Super AMOLED.

Nessa hora temos um dilema engraçado para falar sobre essa tela. As imagens dela são boas e não são, afinal, temos aproximadamente 282 PPI de densidade de pixels. Esse valor garante que boa parte dos pixels visíveis suma, mas não permite que detalhes mais finos possam ser enxergados no display. Formigas, folhagens, texturas, penas... essas coisas ficam menos REAIS em vídeos, principalmente os que mostram natureza.

Porém, mesmo em resolução mais "normal", as CORES são deslumbrantes. Todos os tons são vivos, e cenas com forte luz conseguem causar clarões pontuais, sem manchar a imagem.

Noites são precisas nessa tela, ao passo que o sol nascendo ofusca como deveria. É a precisão de cores do padrão AMOLED. E aí você pensa: "poxa, se isso fosse FHD seria fantástico".

Mas vamos para a parte que costuma ser infeliz. Alto-falantes.

No caso do J5 Metal, continuamos tendo "uma caixa isolada" e com baixa capacidade de reproduzir tons sem estourar todas as frequências e jogar tudo para os agudos.

Isso sempre falamos, e também é verdade no caso desse aparelho. Mas, adicionem à lista outro problema.

O som é consideravelmente baixo para o que costumamos ouvir em um smartphone. É bom para quem está a sua volta num ônibus, mas ruim para você que pode perder uma chamada ou mesmo não conseguir ouvir algumas coisas no viva-voz.

USABILIDADE e DESEMPENHO

Android é caso sério de customização, e quando falamos de Samsung fica a certeza de que inúmeras alterações correm pelo sistema, como ícones, temas, apps pré-instalados e funções da própria fabricante rodando junto ao sistema.

Nenhuma novidade nesse ponto. A questão mesmo fica por conta da versão do Android do aparelho, que pode receber update futuro para a versão 7 (Nougat). Não importa qual vizinho do açougueiro tenha te contado que ele vai receber: pode ser que ele receba, e só.

O foco do modelo é o uso social. Enviar e receber conteúdo por mensageiros instantâneos, navegar nas redes sociais e consumir conteúdo de streaming. Para esse uso básico, ele serve perfeitamente. Acima disso, temos problemas.

Jogadores casuais já conseguem sentir lentidões e engasgos severos em boa parte dos títulos. Até aquela fazenda de dragões estranha que você gosta de jogar vai dar umas boas travadas de vez em quando. Games mais pesados mesmo ficam totalmente inviáveis para o poder de processamento da peça.

CÂMERAS

O aparelho entrega resultados interessantes para sua faixa de produto, podendo ser considerado um intermediário de câmeras.

Na traseira temos uma câmera de 13MP, com captura de vídeo em resolução FHD (1080p) @30fps. Já na frente, são 5MP de resolução para as fotos produzidas.

Dito isso, fomos para nossos testes com a câmera principal. Não vamos mentir, ela suaviza bastante detalhes de imagens, apagando boa parte da definição de contornos finos e nuances menores nas fotos. Porém, isso se aplica apenas para condições de luz menos favoráveis, como ambientes internos. Gradativamente, o aparelho aplica cada vez mais suavização, até de fato "OBRAR" com aquela foto escura, e deixar tudo mal registrado.

A questão é que em ambientes abertos e em dias claros, as fotos SAEM MUITO BOAS para sua categoria, fazendo exatamente o contrário do que descrevemos. São imagens com contraste e cores bem representadas, e que nessa situação específica de "luz favorável" gera fotos superiores.

Para a câmera frontal, não notamos muitos destaques ou maestria em lidar com situação de média luz, criando fotos "ok" com níveis de ruído aceitáveis. Nada demais.

BATERIA e ACESSÓRIOS

Apesar do nome "metal", temos uma parte que avança para "heavy metal", que é justamente a bateria. Sua capacidade é de 3100 mAh, fato promissor para testes de um aparelho menos abastado em termos de resolução e Chipset.

Conduzimos nossa bateria de testes de streaming via Wi-Fi com brilho máximo nesta tela AMOLED, e os resultados foram excelentes. A média de descarga a cada ciclo de 1h é de 12%. Isso deixa claro que levar o J5 Metal no bolso é abrir mão de desempenho, porém com longevidade energética.

Acompanhando isso, temos ainda o fone de ouvido inicial + carregador de 5v (1550 mAh), que carrega o aparelho em aproximadamente 2 horas.

VALE A PENA?

Até a data de fechamento desta análise, o preço oficial do J5 Metal na loja da fabricante era de R$ 1.299 - colocando-o entre o segmento de ENTRADA e INTERMEDIÁRIO.

A questão é que temos um modelo com desempenho abaixo do esperado, porém com construção interessante, câmera mediana e bateria de boa performance. Uma mistura complicada, e que no final das contas não entrega um matador pelo preço cobrado.

A questão vai um pouco mais além. Numa pesquisa rápida pelo modelo, notamos que há muitas revendas online do produto, e que a faixa de preço varia violentamente de uma loja para outra. Dito isso, fica aqui a nossa opinião: o J5 Metal é um aparelho de entrada, mas que recebeu uma refinada por parte da Samsung. Se você é um usuário básico, e procura um aparelho básico, esse aqui atende bem. Se o preço estiver com um EXCELENTE desconto, fica a dica.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome