Quantum GO vs Quantum Fly: a evolução foi bem vinda?

Por Adriano Ponte RSS

Quantum contra Quantum! 2015 versus 2016! Hora de colocar a prova o passar de um ano sobre a fabricante que chamou a atenção de todos no ano passado com um GOlaço de placa nos intermediários.

Nossa, que trocadilho horrível para esse comparativo.

Construção

De um lado, temos o GO, com sua aparência "Xperia". Ele traz vidro em ambos os lados, e traz a aparência de seu frame em metal (apesar de não ser de fato). Ele é extremamente liso e tem uma tendência de deslizar pelas superfícies em que é colocado.

Do lado FLY, temos um aparelho em metal, inclusive em sua moldura. O vidro ficou apenas para a parte da tela mesmo, que conta com acabamento curvo para integrar melhor ao corpo.

Temos dois competidores de bom nível, mas que não mostram reforço contra água ou poeira. Aqui no Canaltech sempre demos preferência para metal, que dificilmente vira milhões de cacos ao cair no chão por acidente, e mesmo sem melhor proteção, o ponto vai para o Quantum FLY.

Usabilidade + desempenho

Ambos aparelhos contam com suporte 4G e possuem versões de 32 GB de armazenamento interno. Dito isso, vamos lá.

No Quantum GO, temos um Chipset Mediatek MT6735 com 8 núcleos Cortex-A53 (de 1,3GHz), 2 GB de RAM e GPU Mali T760.

Já no Quantum FLY, temos também um Chipset Mediatek, porém do modelo Helio X20, com 10 núcleos (sendo  4x Cortex A53 de 1,4 GHz, 4x Cortex A53 de 1,9 GHz, 2x Cortex A72 de 2,1 GHz), 3 GB de RAM e GPU Mali-T880MP4.

8 núcleos contra 10 núcleos. Caso alguém tenha levantado a bandeira para o FLY apenas por isso, pedimos que, por favor, prestem atenção.

Quantidade de núcleos não significa velocidade. Isso é uma forma de dividir tarefas, e caso o sistema ou APP/GAME não saiba aproveitar isso, tudo é perdido e o desempenho fica regular.

A questão é simples. Quando testamos o GO aqui na redação, claramente percebemos que era um aparelho intermediário, mas corajoso e que rodou o que propusemos para ele com considerável folga para um intermediário.

Quanto ao FLY, esperávamos que ele chegasse com os dois pés na porta, derrubando tudo que via pela frente. E isso não aconteceu. Ele mostrou um desempenho comportado, intermediário-comum. Isso nos deixou um pouco desapontados na verdade.

Dessa forma, não nos resta opção senão empatar ambos aparelhos, pois não houve uma evolução sólida no FLY em relação ao GO, mesmo com a troca de chipset.

Justificamos essa decisão pela instabilidade apresentada pelo chip do FLY, pois, em teoria, ele deveria ser superior ao do GO.

Display e multimídia

Ambos aparelhos contam com a proteção Gorilla Glass em seus displays. Mas, no Quantum GO a tela é AMOLED de 5 polegadas, resolução HD (720p) e 293 PPI de densidade. O resultado dessa combinação são níveis de preto absolutos e contraste excelente.

Já no Quantum FLY, temos uma tela IPS LCD de 5,2 polegadas rodando na resolução Full HD (1080p), fechando em 423 PPI de densidade. Por ser LCD, os níveis de preto não são tão bons como no GO, nem o contraste. Há, inclusive, uma acentuação considerável do "cinza" sobre os tons mais escuros, deixando algumas cenas de baixa luz meio "lavadas" com a claridade dúbia.

A questão é que não tem como ignorar a resolução dos dois painéis. O GO peca em parar sua resolução em 720p, ao passo que o FLY bate os 1080p. É optar pelas cores melhores no GO ou pela riqueza de detalhes no FLY.

Essa escolha é injusta em ambos os casos, e dúbia. Depende da necessidade do usuário, e abre mão de parte da qualidade nas duas opções.

Empate técnico entre ambos aparelhos por falharem numa experiência completa entre si. 

Câmeras

Não vamos dar voltas. Ambos os aparelhos têm praticamente os mesmos problemas em suas câmeras. Há dificuldade do software de reconhecer corretamente as situações e luminosidade das cenas, além do suave vazamento de luz que estoura algumas cenas. Sim, ambos aparelhos agem de forma extremamente parecida.

O que muda mesmo é que no FLY temos uma captura um pouco mais madura, e há o salto (real) de MP nas imagens produzidas. As imagens foram de 13 para 16 megapixels, e o pós processamento ficou bem menos agressivo.

Mesma coisa para a câmera frontal, e com nota para a mudança de 5 para 8 MP.

Ponto para o Quantum FLY.

Bateria e acessórios

Nenhum dos dois é bom em manter a carga da bateria. São dois aparelhos relativamente gastões, com voracidade para comer a energia carregada.

Dito isso, fiquem com os números: no Quantum GO, temos uma bateria de 2.300 mAh; ao passo que são 3.000 mAh no Quantum FLY. Como dissemos, ambos são comilões, então nessa hora o tamanho do tanque faz a diferença.

Ponto para o Quantum FLY, que é gastão, mas tem bateria maior que o Quantum GO.

Preço

Levaremos em conta o preço apenas das versões 4G de 32 GB de ambos os aparelhos, sendo os valores referentes ao pagamento à vista pelo site oficial. Eles são:

  • R$ 1.019,00 para o Quantum GO;
  • R$ 1.299,00 para o Quantum FLY;

Pouca diferença real entre ambos, mas o ponto aqui é numérico. Ponto para o Quantum GO.

Quem ganha?

Finalizamos, então, desta forma:

  • Quantum GO com 3 pontos (em PREÇO, USABILIDADE + DESEMPENHO, DISPLAY e MULTIMÍDIA);
  • Quantum FLY com 5 pontos (em CONSTRUÇÃO, USABILIDADE + DESEMPENHO, DISPLAY e MULTIMÍDIA, CÂMERAS e BATERIA).

Fechamos então mais um comparativo, e dessa vez temos o Quantum FLY como vencedor sobre seu irmão mais velho, o Quantum GO.

Vale notar que alguns pontos dessa análise mostram um empate do GO com o FLY, ou mesmo indicam pouca diferença entre os dois modelos. Eles são muito próximos, e pode ser que muitos ainda optem pelo GO para uma compra futura.

A questão é: o GO é do ano passado, e iniciou seu ciclo de vida no Android 5. Foi atualizado para o 6, mas não há informações sobre futuros upgrades para o modelo do ano passado. Já para o FLY, o Android 7 deve chegar em algum momento nos próximos meses.

E então? Você colocaria seu dinheiro em um aparelho que provavelmente não receberá mais updates do Android? O GO ainda vale a pena?

Conta para gente nos comentários.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome