LG K4 2017 [Análise / Review]

Por Wellington Arruda RSS

O segmento de entrada tem tido dificuldades nos últimos anos, mas o público e a demanda não param de crescer. Em 2017 a LG atualizou uma das suas principais linhas de smartphones, trazendo para o Brasil o K4. Mas será que esse upgrade supera o K4 do ano passado? É o que você confere agora na nossa análise completa.

O aparelho

Tal como no ano passado, o LG K4 segue com um visual extremamente simplista. Ele se aproxima mais dos outros modelos da mesma linha, com bordas e cantos arredondados. Essa moldura bonitinha pode enganar os desavisados, mas o corpo do K4 é feito de plástico.

A tampa traseira segue com uma textura legal e é removível, acrescentando slots dedicados para dois chips nano SIM e cartão de memória de até 32 GB.

Ao menos agora o smartphone se parece muito mais com os outros modelos, com os mesmos botões, conectores e todo o resto basicamente na mesma posição.

O botão 'início' fica na parte traseira e lembra muito um leitor biométrico, mas é só uma “pegadinha” e ele não traz nenhuma função extra além das conhecidas por todos nós: ou seja, faz o básico.

No mais, temos um modelo de entrada bem bonito e ligeiramente mais fino que a geração passada, logo ele também é mais confortável, de fato.

Display e multimídia

A tela do K4 Novo ganhou um ligeiro aumento de tamanho, passando de 4.5” para 5”. Ele segue com um display LCD de baixa resolução, com 854 x 480 pixels, fechando em 240 ppi.

Apesar das melhorias em outros quesitos, não foi dessa vez que a LG acertou. A baixa resolução acaba não sendo um problema tão incômodo, pois o aparelho consegue exibir o conteúdo com qualidade relativamente boa para a sua faixa de preço.

Mas, mesmo assim, não temos nada de especial. Usar o K4 Novo sob luz solar é quase impossível e não dá para identificar muita coisa na tela nestes ambientes, visto que o nível de reflexo é um tanto quanto alto, enquanto que o brilho é baixo.

Como recurso extra, nós temos o já conhecido KnockON. Com ele você pode tocar duas vezes na tela para ela acender ou apagar. Como o botão principal do smartphone fica na traseira, o recurso é ótimo para quando ele fica sob alguma superfície.

O alto-falante do K4 também não impressiona. Em relação ao ano passado, fica difícil encontrar algum destaque claro. Dá pra ouvir um som tranquilo, mas as distorções são notáveis e o volume não é dos melhores.

Especificações

Mais um ano que chega, mais um smartphone da LG com 8 GB de armazenamento. Ok, temos a possibilidade de expandir o armazenamento dele, mas você tem apenas 4 GB disponíveis nativamente.

Ele melhorou em especificações, mas não muito. Seguimos com um celular de entrada com hardware "tímido", mas suficiente para o público para o qual está voltado.

  • Chipset MediaTek MT6737 quad-core (1.1 GHz);
  • GPU Mali-T720 de um núcleo;
  • 1 GB de RAM;
  • 8 GB de armazenamento.

Usabilidade e desempenho

O K4 Novo é o que o seu modelo anterior deveria ter sido: um celular de entrada que consegue trabalhar bem com pouco hardware. Ele não vai te oferecer um desempenho fenomenal, mas tenha a certeza de que aplicativos de redes sociais e outros mais simples rodam tranquilamente.

Por ter 1 GB de RAM, praticamente todos os apps são reiniciados quando você os alterna na multitarefa. Vai ter lag? Vai, mas muito menos do que no K4 lançado em 2016.

Em jogos o aparelho é meio instável, mas títulos simples como Mario Run funcionam sem nenhum problema. Testamos Asphalt Nitro por aqui, mas ele já rodou com quedas na taxa de fps. O resultado é claro: foque nos títulos básicos, pois os mais detalhados graficamente vão causar desconforto na jogabilidade.

Ele roda Android 6.0 Marshmallow, e fazendo uma predição que você já deve ter em mente: não há certeza de atualização para o Android Nougat ou qualquer outra versão futura.

A boa notícia é que a interface não vem poluída, auxiliando o desempenho do celular. Temos aquele visual básico do Android, com a gaveta de apps para organizar tudo o que está instalado. A LG mandou bem aqui, corrigindo um erro bem chato que era a customização pesada do K4 anterior.

Câmeras

As câmeras do K4 Novo são de 8 MP para a traseira e 5 MP na frontal (f/2.0 e f/2.4), resultando em imagens mais claras e detalhadas do que antes.

A qualidade, é claro, não é das melhores, mas também não existem tantos motivos para batermos no aparelho neste momento.

Com iluminação bacana, as fotos do K4 Novo realmente apresentam bons resultados. Você não vai ter uma quantidade absurda de detalhes, mas ele vai conseguir suprir a galera que quer atualizar as redes sociais e fazer um uso menos sofisticado.

Ele ainda pode gravar em 1280 x 720 com 30 fps, registrando imagens agradáveis quando você não se movimenta muito. Isso porque não há nenhuma estabilização para vídeos.

A câmera frontal melhorou significativamente, mas não há como negar: fazer selfies com o K4 Novo não é um dos pontos de destaque, registrando imagens apenas razoáveis.

Ah, você ainda tem o recurso de mostrar a palma da mão para iniciar um contador de 3 segundos, fazendo com que as fotos sejam capturadas sem apertar nenhum botão.

Baterias e acessórios

Temos um upgrade de bateria com a adição do componente com 2.410 mAh que pode ser removido. A melhora de autonomia também foi significativa, mostrando que as especificações mais leves tem um ótimo efeito no smarpthone.

Pois bem, colocamos o K4 Novo para reproduzir um vídeo em streaming por 1 hora, conectado ao Wi-Fi e com seu brilho no máximo. Como resultado, obtivemos uma descarga de 14% por hora. Com o K4 2016, no mesmo teste, a descarga média foi de 16% por hora.

Moderadamente, ele vai oferecer um dia inteiro de uso, retirando o aparelho da tomada logo cedo. Você também pode chegar ao fim do dia com um certo percentual de energia, e não gastando tanto tempo em redes sociais é possível até estender um pouco mais a autonomia dele.

As melhorias aqui foram poucas, mas ajudam os usuários. A parte ruim é que para carregá-lo continua sendo uma guerra que dura mais de 2h30 fácil, fácil.

Vale a pena?

O preço sugerido para o K4 Novo é o mesmo do ano passado: R$ 699. Diferente da geração anterior, boa parte dos problemas foram resolvidos, trazendo aos usuários uma opção refinada desse modelo de entrada.

Mas não entenda “opção refinada” como “o K4 Novo é excelente”. Existem algumas falhas, como o pouquíssimo espaço interno e display que são dois itens negativamente destacáveis.

Ele vai agradar o público que não procura configurações robustas, sendo uma boa opção para presentear alguém. No mais, para o dia-a-dia, o K4 Novo cumpre bem o seu papel, mas sem nenhuma folga para brincar com mais liberdade.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome