Asus Zenfone 3 vs Sony Xperia XA Ultra [Comparativo]

Por Adriano Ponte RSS

Modelos intermediários de alto rendimento, ou "premium", como gostamos de dizer. Nesse segmento, quem se dá melhor no comparativo: Zenfone 3 ou Xperia XA Ultra? Confira agora essa batalha de alto nível.

Construção

Temos dois aparelhos muito bem construídos: de um lado, o Zenfone 3, com todo seu trabalho de design em metal e vidro, com peças em corte angulado. Há reforço Gorilla Glass nessa construção em vidro, e a parte em metal visível vem de um chassi de metal inteiriço.

Do outro, o Xperia XA Ultra, um modelo grande, um "tijolo de vidro". Não é uma crítica, ele é grande mesmo, um phablet, de fato. Porém, em sua traseira não há mais vidro complementando a experiência (ou mesmo uma finalização em metal para mais resistência). Sua parte de trás possui acabamento plástico que simula metal fosco.

Apesar do modelo da Sony seguir o design clássico da empresa, não há resistência à água no aparelho. Dessa forma, temos a comparação apenas do "Jo-Ken-Po" aqui: metal ganha de vidro, vidro ganha de plástico. Dessa forma, temos o Zenfone 3 como melhor competidor no quesito construção. Ponto para ele.

Usabilidade + Desempenho

Começando pelo Xperia XA Ultra, temos embarcado no modelo o "Chipset Mediatek Helio P10", com:

  • CPU Octa-core (4x2.0 GHz Cortex-A53 & 4x1.0 GHz Cortex-A53)
  • GPU Mali-T860MP2
  • 3 GB RAM
  • 16 GB de armazenamento interno

Indo para o Zenfone 3, temos o "Chipset Qualcomm Snapdragon 625", com:

  • CPU Octa-core (2.0 GHz Cortex-A53)
  • GPU Adreno 506
  • 32 GB de armazenamento interno (com 3 GB RAM) *ou* 64 GB (com 4 GB RAM), sendo este último o que analisamos aqui na redação;

Pode não ficar tão claro apenas pelo números, portanto verbalizamos: em nossos testes, o desempenho do Zenfone 3 foi mais fluído, principalmente quando comparado aos testes em 3D. Portanto, o ponto de usabilidade + desempenho claramente vai para o modelo da Asus, que oferece mais poder de fogo. Recomendamos, inclusive, que você confira nossa análise completa de ambos os modelos caso queira ver em detalhes as limitações que o XA Ultra apresentou em nossa bateria de testes.

Ponto para o Zenfone 3.

Display e Multimídia

Do lado XA Ultra, temos uma tela maior. São 6" de tela IPS LCD, rodando na resolução de 1080 x 1920 pixels (fechando em ~367 ppi de densidade). Os ângulos de visão possíveis são bons, e o modelo tenta manter as cores equilibradas. Existe uma tendência geral de "escurecer" um pouco tons vivos, como vermelho-sangue e o próprio branco puro.

Agora, ao Zenfone 3, que nas suas 5.5" IPS LCD também opera na resolução Full HD (1080p), fechando em aprox. 401ppi de densidade, com proteção Gorilla Glass. O desempenho da tela do Z3 é muito bom. Sob o sol, os 600 nits de brilho do display fazem sua força, e mantém a legibilidade em ambientes muito iluminados. Independente da condição de luz, os ângulos de visão da tela são bem abertos, suficientes para não haver inversão de cor visível ao inclinar o aparelho. As cores e tons são bem equilibrados, mostrando resultados mais interessantes que o Xperia XA Ultra.

Lembramos sempre que tamanho não é a questão, e sim qualidade. O ponto dessa seção fica por conta do Zenfone 3 e seu display.

Câmeras

Na traseira do Zenfone 3, temos uma câmera de 16 MP, f/2.0, com autofoco laser + detecção de fase, com estabilização óptica de 4 eixos (OIS), e captura de vídeos em 4K. As fotos dele mostram "realismo", sem exageros ou cintilações. O nível de detalhe nas imagens é elevado, e o algoritmo de pós processamento não apaga texturas nem cria "zonas mortas de cor" que viraram uma coisa só.

Agora, para o Xperia XA Ultra. Nele temos uma câmera de 21.5 MP (f/2.2). A gravação em vídeo é de 1080p@30fps. O que notamos é o fantasma clássico da Sony para seus Xperias (pelo menos grande parte deles): forte suavização das imagens, apagando parte dos detalhes finos como folhagens, por exemplo. A estabilização de imagem é apenas DIGITAL, sendo um quebra-galho e não ajudando também nas capturas mais longas, deixando espaço para capturas com menos luz com bastante ruído.

Dessa forma, temos o Xperia XA Ultra com uma forte deficiência na sua câmera traseira. Porém, em nossa análise, deixamos claro que sua câmera frontal é a grande atração do modelo, contando até mesmo com OIS para sua selfies. Porém, uma câmera tão boa na frente e outra tão menos interessante atrás deixa o modelo desequilibrado. No caso do Zenfone 3, temos excelentes fotos atrás e boas capturas na frente.

O ponto aqui vai para o Zenfone 3, que oferece uma experiência mais sólida em suas câmeras, e não somente em uma.

Bateria e Acessórios 

Vamos ao números:

Dentro do Zenfone 3 temos uma bateria de 3000 mAh; para o Xperia XA Ultra, temos uma unidade de 2700 mAh. Bizarro.

Notem que falamos de um modelo com 5.5" de tela mostrando 300 mAh a MAIS de energia que um modelo de 6", notavelmente maior. Isso significa claramente uma decisão estranha por parte da fabricante ou uma matemática inexplicável para manter o aparelho mais fino? Façam suas apostas.

Em nossos testes, o Zenfone 3 mostrou uma taxa de descarga que respondia por 15%/h da carga total. Em testes idênticos, o Xperia XA Ultra entregou um resultado de 22%/h do consumo da bateria, deixando evidente sua ENORME falta de dimensão entre tamanho de bateria e consumo energético.

Ponto para o Zenfone 3.

Preço

Até a data de fechamento deste vídeo, os preços médios de mercado dos aparelhos eram de:

  • R$ 1700 para o Zenfone 3 (5.5");
  • R$ 2100 para o Xperia XA Ultra;

Ponto para o Zenfone 3.

Quem ganha?

Finalizamos então desta forma:

  • Xperia XA Ultra com 0 pontos;
  • Zenfone 3 com 6 pontos (em CONSTRUÇÃO, USABILIDADE + DESEMPENHO, DISPLAY e MULTIMÍDIA, CÂMERAS, BATERIA e ACESSÓRIOS, PREÇO);

E chegamos ao final do comparativo com o Zenfone 3 como vencedor absoluto desse comparativo – algo no mínimo preocupante, afinal esse desbalanço absurdo indica algum problema para o Xperia XA Ultra.

Para nós do Canaltech, todo esse erro gira em torno do posicionamento de produto da Sony com seus modelos. O preço deles é equivocado, e isso mistura-se à valorização que a marca dá para seus aparelhos. O XA Ultra nada mais é que uma versão esticada do XA original, e isso não faz dele um modelo que sobe dos intermediários comuns para um "modelo premium de super intermediário" ou algo assim.

Mas há um meio de resolver isso: descer a faixa de preço do aparelho. Isso o faria competir com outros modelos que abririam espaço para um comparativo mais favorável para a Sony.

E você? O que acha de toda essa complexa situação dos Xperias? Concorda com o resultado?

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome