Hands-on: Moto X Force da Motorola

Por Adriano Ponte RSS

moto x force

Em evento hoje (29), a Motorola anunciou o Moto X Force, seu novo top de linha, e já colocamos as mãos no aparelho para realizamos os testes preliminares no produto.

Entre suas principais novidades, destaca-se a super resistência do seu display, muito maior do que estamos acostumados em aparelhos tradicionais.

Evento Moto X Force 29-10-2015

Camadas de proteção presentes na construção do X Force

Nota: durante o evento, pudemos jogar o aparelho diversas vezes no chão, sem prejuízo nenhum ao display. Devido à excessiva repetição dos jornalistas (jogando o Moto X Force no mesmo local diversas vezes), pudemos notar o desgaste do piso em questão, deixando uma mensagem de quão grande aparenta ser o salto de tecnologia alcançado pelo produto.

Evento Moto X Force 29-10-2015

Algumas das marcas de impacto deixadas pelos testes feitos com o Moto X Force

Claro, nada é perfeito. Essa "super tela" não soluciona o problema de riscos causados por materiais afiados de alta dureza, sendo passível de ficar marcada ou mesmo perfurada por eles. Apesar de não quebrar (dada sua natureza maleável e as camadas de reforço), ela pode sofrer danos graves se o aparelho for arremessado de um prédio (de maneira acidental, claro).

Evento Moto X Force 29-10-2015

O aparelho contará com opções diversas de customização pelo Moto Maker nacional

Principais características:

- Tela de 5,4" Quad HD de 540ppi (com a tecnologia Moto ShatterShield, trazendo garantia de 4 anos contra trincos ou quebras do display)

- Resistência a respingos e jatos d'água

- Android 5.1.1 Lollipop (com atualização prevista para o 6.0 Marshmallow)

- SoC Snapdragon 810 (com 4 núcleos de 1.5 GHz Cortex-A53 e 4 núcleos de  2 GHz Cortex-A57)

- GPU Adreno 430

- 3GB de memória RAM, 64GB de armazenamento interno (com suporte para MicroSD)

- Bateria de 3760 mAh com carregamento turbo e sem fio no padrão Qi

- Comandos de voz e gestos de acesso fácil da linha X

- Câmera traseira de 21MP e frontal de 5MP

Evento Moto X Force 29-10-2015

Apresentação das camadas de proteção sobre a tela flexível do Moto X Force

Optando pelo polêmico Snapdragon 810, a Motorola lança seu novo top de linha na competição por um lugar ao sol por preços que começam em R$ 3.149,00. Levando em conta suas especificações e construção ímpar até o momento, fica difícil saber a reação dos demais concorrentes nesse segmento de alto custo (muito longe do alcance da grande maioria dos brasileiros).

O X Force chega notavelmente como substituição ao modelo "Maxx" da geração passada, seja pela sua capacidade de 3760 mAh de bateria (que apesar de menor que o Maxx, já poderia encaixar-se razoavelmente bem na categoria) ou seja pelo acompanhante do X Force, o carregador turbo da Motorola. A novidade também se aplica ao carregador veicular (que agora também é turbo), mas que é vendido separadamente do X Force.

Evento Moto X Force 29-10-2015

Carregador veicular Turbo apresentado no evento do Moto X Force

Vale lembrar que, como dito, a resistência do display mostrada no evento tem limites, deixando claro que "não trata-se de um celular indestrutível". Ele não deve ser exposto a atropelamentos ou outros tipos de abusos. Apesar do seu chassi de alumínio resistente e suas cinco camadas que compõem a tela, seu corpo é suscetível a danos, acumulando marcas de arranhados e amassados ao longo dos tombos (mesmo com a tela aguentando impactos consideravelmente violentos).

Pelo menos por enquanto, a proteção ShatterShield não deve chegar aos modelos mais simples, como a linha G ou E. Lançamentos futuros devem ter mais chances conforme a aceitação do X Force no mercado.

Evento Moto X Force 29-10-2015

Divulgação das melhorias presentes nos novos sensores de câmera do X Force

Continuando os testes por aqui na redação, parece que tudo indica realmente que a Motorola fez a lição de casa, permitindo que haja dissipação adequada do calor. Mas não vamos mentir, ele esquenta sim, mas não compromete o sistema ou força o fechamento de apps, como vimos em modelos que utilizavam o SoC da Qualcomm.

Evento Moto X Force 29-10-2015

 Chassi do Moto X Force, feito em alumínio reforçado

A velocidade do X Force tende fortemente a ser um dos seus pontos mais apreciados. Nosso pouco tempo com ele já mostra todo potencial que o Android praticamente puro (que se tornou regra na linha Motorola) pode mostrar quando aliado ao bruto (e esquentado) chipset da Qualcomm.

Graças também a isso, o modelo tem capacidade de gravar vídeos em 4K (e não, a câmera não solicitou que fosse encerrada por excesso de calor durante os testes).

Evento Moto X Force 29-10-2015

Sensor de 21MP com suporte a gravação em 4K

Confira a análise completa do smartphone no vídeo abaixo:

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome