Pressy: o botão inteligente que todo Android deveria ter [Análise]

Por Adriano Ponte RSS

Você tira o seu smartphone Android da caixa e já começa a fuçar nos aplicativos instalados e na Play Store. Em instantes, é possível deixar o sistema com a sua cara, removendo algumas coisas, instalando outras e tornando o ambiente mais inteligente para ir ao encontro das suas necessidades. Mas já pensou que legal seria fazer isso com o hardware do aparelho? 

O Pressy é um botão inteligente que faz basicamente isso. Ele encaixa na entrada do fone de ouvido e custa cerca de R$ 40 lá fora, tem suporte para Android 2.3 ou superior, e adiciona uma série de funcionalidades bacanas ao seu gadget. Confira agora o que nós achamos deste pequeno notável.

Um botão de upgrade

O Pressy foi viabilizado por meio de uma campanha de financiamento colaborativo no Kickstarter. Realizada em 2013, ela arrecadou quase US$ 700 mil e contou com o apoio de mais de 28 mil pessoas. E já faz algum tempo que ele deixou de ser “coisa de hipster” para se tornar algo comum e fácil de ser adquirido.

O kit do produto vem com um Pressy, um código de ativação e um chaveiro para manter o dispositivo seguro quando ele não estiver sendo usado. Para começar a usá-lo, basta baixar o app na Play Store e ativar a sua cópia com o QR Code que vem junto na caixa do aparelho. Depois, é só plugar o Pressy na entrada do fone de ouvido, confirmar uma caixa de diálogo que aparece na tela e começar a explorar.

Botão PressyUm botão de upgrade. (Foto: Canaltech)

E é assim que a coisa toda funciona: o aplicativo instalado no smartphone reconhece cliques no botão acoplado ao seu smartphone — até três toques, curtos ou longos, para ser mais específico. Então, você pode atribuir uma ação para cada toque ou combinação de toques e, assim, tem uma porção de novos atalhos à sua disposição.

Essas combinações podem ativar ações como ligar ou mandar mensagem para alguém, acionar a câmera para foto ou vídeo, ativar a lanterna, iniciar uma captura de áudio, abrir qualquer aplicativo instalado, controlar a reprodução de música e até mesmo abrir uma gaveta de configurações flutuante na tela do seu aparelho. Tudo isso com o acionamento do único botão do Pressy e sem precisar ligar a tela.

Por exemplo, você pode definir uma ação da seguinte maneira: um toque longo para ligar para o seu irmão. Pronto, basta pressionar o botão de forma um pouco mais demorada para que a chamada seja iniciada. Deixe a sua criatividade (e as suas necessidades) fluírem e você tem uma boa variedade de possibilidades.

Outra vantagem do Pressy é que ele pode trabalhar com alguns aplicativos para realizar ações específicas dentro deles. Por enquanto, ainda são poucos com suporte para o acessório, mas já é possível ativar alguns recursos do Waze, por exemplo, com ele. Esta é uma ótima função, pena que ainda não tem muitos apps compatíveis com ela.

Limitações

Apesar do excelente potencial, nem tudo são flores por aqui. Ao encaixar o Pressy de volta na entrada de fones, você recebe um aviso de que o dispositivo foi pressionado. Ou seja, é impossível acoplar o dispositivo sem ativar uma de suas funções. Para evitar isso, a única solução é encaixar o Pressy e reiniciar com ele plugado (e repetir isso toda vez em que for trocar entre o fone de ouvido e o acessório).

Na grande maioria das vezes, usar o Pressy com a tela desligada funciona sem problemas. Contudo, em alguns momentos o dispositivo simplesmente não funciona sem o display ativo, portanto é necessário ligá-lo para que tudo corra bem. Outro contratempo envolve algumas falhas na execução dos padrões que misturam cliques curtos e longos. Eles também funcionam na maior parte do tempo, mas pode acontecer de você receber um aviso na tela do aparelho dizendo que o Pressy precisa operar em modo lento para funcionar.

Botão PressyNem tudo são flores. (Foto: Canaltech)

Outra questão primordial é: pode ser que o Pressy não funcione no seu aparelho. Apesar da teórica compatibilidade universal, o site do dispositivo indica apenas alguns modelos como compatíveis. Segundo a página, os aparelhos que suportam o gadget são:

  • Todos os portáteis da Samsung (incluindo tablets);
  • Nexus One/S, Galaxy Nexus, Nexus 4/5/5X/6P/7/10;
  • HTC One S/X/M7/M8/Mini;
  • LG G2/3/4 e V10.

Vasculhando alguns fóruns da internet você pode ter uma ideia de outros portáteis nos quais o Pressy funciona de maneira correta.

Enfim, uma adição de hardware para o seu celular que, mesmo com algum tempo de mercado, ainda tem cara de experimental, que funciona bem em 90% do tempo e custa apenas R$ 40 reais. E aí, você acha que vale a pena? Conta aí nos comentários.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome