Notícias

Série de Resident Evil na Netflix tem descrição vazada

Por Rafael Arbulu | 10 de Fevereiro de 2020 às 10h59

Uma suposta descrição dentro de um centro de mídia (página para agregar e salvar recursos de um material em produção) da Netflix indica a produção de uma nova série centrada na franquia de jogos de horror de sobrevivência Resident Evil. A informação, revelada pelo site brasileiro Resident Evil Database, começou a ser repercutida por todo o mundo e, embora as referências na página original tenham sido removidas, a internet já cuidou para que os devidos prints fossem guardados.

O detalhe que mais salta aos olhos é o fato de que a série aparentemente não será ambientada dentro de Raccoon City. Nos três primeiros jogos da franquia, bem como alguns dos filmes, a icônica cidade foi o epicentro da contaminação mundial pelo T-Virus, a arma biológica que transforma humanos em zumbis e também criou outras monstruosidades conhecidas pelos fãs da série.

Ao invés disso, a descrição fala na cidade de Clearfield, no estado americano de Maryland, e o Greenwood Asylum (Asilo Greenwood), uma espécie de centro médico aparentemente desativado, mas que traz relações com a Corporação Umbrella, a empresa responsável pelo desenvolvimento do vírus. Também há uma referência temporal, indicando que a série será ambientada 26 anos após a contaminação pela arma biológica, o que pode ser entendido como uma linha do tempo futura em relação aos games.

(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

“A cidade de Clearfield, em Maryland, têm vivido há tempos na sombra de três ‘gigantes’ aparentemente sem nenhuma conexão – a Corporação Umbrella, o já desativado Asilo Greenwood e Washington, a capital dos EUA. Hoje, 26 anos após a descoberta do T-Virus, os segredos escondidos pelas três entidades começarão a ser revelados junto aos primeiros sinais de uma epidemia”.

As informações batem com uma matéria publicada pelo Deadline no ano passado, que afirmava que uma produção da franquia Resident Evil pela Netflix teria foco na “nova ordem mundial” estabelecida após a contaminação pelo vírus, em algo similar a The Walking Dead, mas com uma progressão direcionada à investigação dos segredos nefastos de uma megaempresa biomédica, mostrando como a humanidade se adaptou à nova realidade.

Resident Evil vem gozando de uma ressurgida popularidade nos últimos anos: o lançamento de Resident Evil: Biohazard como um reboot da franquia nos games foi bem-recebido pela crítica e público. Além disso, remakes de Resident Evil 2 e Resident Evil 3 (lançamento em 3 de abril de 2020) colocaram o jogo em um novo patamar.

Remake de Resident Evil 2 trouxe um fôlego extra à longeva franquia de jogos de survival horror da Capcom

A produção de uma nova série pode ser um indício de que a Capcom, dona da franquia, queira se aproveitar do bom momento da marca para expandi-la para outras mídias. Entretanto, questionada sobre o caso, a palavra oficial da Netflix é a de que não há nada em desenvolvimento. Não que isso tenha dissuadido a mídia do assunto: uma descrição como essa aparecer em um centro de mídia oficial de sua empresa para depois ser sumariamente removido não inspira muita confiança nesse posicionamento — e, ao final das contas, o Resident Evil Database afirma ter confirmações oficiais, então é bem provável que alguém dentro da Netflix tenha falado demais sobre o que não deveria.

Ainda não há informações sobre datas ou previsão de estreia da série de Resident Evil na Netflix.

Trending Canaltech

Ciência

O céu (não) é o limite | Pedaço de foguete cairá na Terra, morre Michael Collins

Smartphone

MIUI 12.5 | Saiba quais celulares Xiaomi, Redmi e Poco vão receber a atualização

Empregos

Salários a partir de R$ 3 mil: confira vagas de emprego e cursos na área de TI

Mais sobre Séries

Entretenimento

10 filmes e séries que abordam a pandemia da COVID-19

Entretenimento

Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (08/05/2021)

Entretenimento

Lançamentos do Disney+ na semana (07/05/2021)