O que é proxy?

Por Pedro Cipoli RSS | 21.03.2012 às 18h00 - atualizado em 13.07.2012 às 21h29

Funcionamento de um proxy

Proxy é um servidor que recebe as requisições de um usuário e as passa para frente, dessa forma alterando o remetente da mensagem com o objetivo de filtrar o conteúdo ou enviar dados anonimamente. Para facilitar o entendimento, imagine que um usuário (U) se conecte a um servidor proxy (P) e faz uma pesquisa no Google, que usa um algoritmo de buscas utilizando o perfil do usuário como base.

O que é uma cadeia de proxies

O resultado que será retornado não será direcionado diretamente ao usuário U, mas sim a P, que o encaminhará para U. Embora isso pareça um absurdo do ponto de vista técnico, onde os dados são obrigados e percorrer um caminho maior para chegar até o usuário, tem as suas justificativas.

Redes internas (LANs), por exemplo, não possuem endereços de IP válidos para se utilizar na internet por questões de segurança e performance, então utilizam um computador central para acessar um endereço externo utilizando um único número de IP. Mesmo que 20 computadores diferentes estejam navegando ao mesmo tempo em sites distintos, utilizarão o mesmo endereço do computador central.

Uma outra utilizade muito difundida é a utilização de Web Proxies, onde um computador é utilizado como cache de páginas da internet, realizando atualizações periodicamente conforme programado e disponibilizando o conteúdo de internet de forma offline dentro de uma rede interna. Também conhecido com "caching", os Web Proxies permitem uma velocidade de acesso muito maior a sites que são acessados mais frequentemente, pois esses dados estão na verdade armazenados em um computador local.

Por usar um outro endereço para acessar sites na internet, o proxy também é muito útil para simular um endereço de outro país (como os EUA) para ter acesso às mesmas páginas que um morador desse país acessa, inclusive ao conteúdo restrito aos norte-americanos e também para navegar anonimamente.

Ao realizar uma atividade ilegal, um criminoso utiliza uma cadeia de proxies para não ser identificado. No primeiro exemplo mostrado acima, imagine que entre o usuário U e o proxy P tenham mais dois servidores P1 e P2, onde U acessa P1, que acessa P2, que acessa P que acessa a página. Dessa forma, se U realizar uma atividade ilegal e alguém queira rastreá-lo, terá que muito mais trabalho para descobrir que foi.

O que é uma cadeia de Proxies

O que muitos de nós estamos acostumados a utilizar se chama Proxy Aberto, onde sites disponibilizam seus servidores como forma de ocultar os rastros de acesso de um usuário a um determinado site o serviço ou burlar as políticas de segurança impostas por uma instituição ou empresa.

Essa forma de anonimato é geralmente uma mão de via dupla, pois, se por um lado permite que um cidadão de um regime opressivo possa realizar seus protestos, por outro oferece meios para que pessoas mal intencionadas realizem inúmeras ações maliciosas. Alguns desses sites utilizam "computadores zumbi", que na verdade são PCs domésticos infectados com algum tipo de vírus que permitem que um hacker os utilizem como servidor de proxy.

Que tal testar você mesmo um proxy? Para navegar anonimamente, utilize o Tor, bastante reconhecido no mundo Linux que realmente protege a sua identidade e bastante recomendado para acessar informações importantes, como o Internet Banking. Um outro programa muito versátil para proteção de identidade é o JAP Anon Proxy, programa que permite que você escolha vários servidores aleatórios.

O que é um proxy?

E você, já precisou usar um servidor proxy?

Leia a Seguir

Comentários