3

O que é criptografia?

Por Pedro Cipoli RSS | 06.02.2012 às 14h25 - atualizado em 18.07.2012 às 21h30

Código Binário

Geralmente encarado como um tema difícil e restrito apenas a usuários avançados, a criptografia hoje está presente na maioria dos aplicativos que utilizamos na internet, como clientes de e-mail (Gmail, Hotmail, Yahoo!), comunicadores instantâneos (MSN Messenger, Gtalk) e o internet banking.

A criptografia nasceu da necessidade de duas pessoas trocarem informações sem se preocupar com a interceptação por terceiros, e para isso "bagunça" a mensagem (seja áudio, vídeo ou texto) na origem e só rearranja os dados quando ela chega ao destino.

Mas como ela funciona? Imagine que você quer mandar uma mensagem para seu amigo dizendo "O novo site do Ultra Downloads ficou ótimo!", e alguém, um hacker, por exemplo, intercepte essa mensagem. Em vez de ler o conteúdo original, ele vai ler alguma coisa como "CRG3No2lfeIjg", criptografada pelo código DES (Data Encryption Standard, padrão desenvolvido pela IBM).

Porém, como ter certeza de que o seu provedor de e-mail possui suporte a essa tecnologia que protege a sua privacidade? Todos os sites que suportam a criptografia, entre outras tecnologias relacionadas à segurança, possuem um certificado digital registrado por um órgão competente, e este é mostrado ao lado do endereço do site.

Criptografia no Gmail (navegador Google Chrome)

 Certificado Digital Microsoft no Hotmail (navegador Mozilla Firefox)

Como podemos ver, a criptografia tem uma enorme importância na proteção de nossos dados e troca de mensagens. Mesmo que não que não seja tão divulgado, ela está realmente presente na internet.

E ela é realmente segura? Com o avanço das técnicas de invasão e roubo de dados, a criptografia também evoluiu, utilizando codificações de 256, 512 e até 1024 bits. Isso significa que são geradas 21024 combinações de chaves para cada mensagem enviada, sendo que somente uma é correta, de conhecimento apenas de quem envia e de quem recebe a mensagem. Faça o teste, tente fazer em sua calculadora 2512 para ver quantas vezes alguém vai ter que chutar para decifrar a mensagem. Essa é uma das técnicas usadas pelos usuários mal intencionados que querem roubar suas informações, usando algoritmos conhecidos pelo método de força bruta, ou seja, ele vai tentar todas as combinações possíveis.

Tem alguma dúvida relacionada à criptografia? Mande para nós!

Leia a Seguir

Comentários