O que é jailbreak?

Por Bruna Rasmussen RSS

iPhone jailbreak

Se você conhece um pouquinho da história da Apple, deve saber que a empresa é bastante fechada no que diz respeito à alteração de suas peças de hardware e software. Quando você compra um iPhone ou iPad, por exemplo, ele funciona bem e dá a possibilidade de instalar diversos aplicativos por meio da App Store. Contudo, caso você queira fazer qualquer outro tipo de modificação, isso é impossível. Ou melhor, era. Saiba o que é o jailbreak e o que é possível fazer com ele. 

Abrindo as portas do pomar

O jailbreak é uma alteração, um hack, no sistema que permite ao usuário adentrar a raiz do equipamento, tendo acesso a todos os arquivos do iOS. Em termos práticos, isso significa poder personalizar e instalar apps livremente, sem depender da loja oficial da Apple. 

Como tudo começou

No lançamento do primeiro iPhone, em 2007, foi decepcionante para muitos usuários não poderem ter mais apps além dos dezesseis que vinham pré-instalados ou personalizar o sistema operacional do aparelho. Além disso, o iPhone era vendido com o bloqueio da operadora AT&T e não poderia ser usado com o SIM de nenhuma outra. 

George Hotz

Na época, um garoto chamado George Hotz foi o primeiro a fazer esse desbloqueio. A partir dele surgiram diversos grupos de hackers que buscavam explorar as falhas (exploits) do iOS para criarem o jailbreak, como o iPhone-Dev e os russos do RiPDev, extinto em 2010. Algumas das ferramentas para jailbreak mais famosas já criadas são a PwnageTools, a Blackra1n e a Redsn0w. 

Para o usuário final, mais importante que o jailbreak é a instalação do Cydia, uma central de aplicativos de terceiros, que faz uso das liberações da pasta raiz para oferecer funcionalidades que apps da App Store não poderiam trazer devido às limitações. O jailbreak pode ser feito tanto em iPhones quanto em iPads e iPods touch.

O jogo das falhas

Como a Apple luta para manter seu sistema fechado, a cada nova versão do iOS é preciso que os hackers trabalhem para encontrar novas formas de penetrar o sistema e tornar o jailbreak possível. Dessa forma, toda vez que uma nova versão do sistema é lançada, os usuários que têm jailbreak em seus iPhones devem ficar de olho. Afinal, costuma demorar alguns dias ou semanas até que ferramentas de jailbreak atualizadas sejam liberadas. 

Simples e reversível

Apesar de parecer complexo, fazer o jailbreak costuma ser bastante simples. Isso porque, assim como a Apple, os hackers se empenham para criar um processo fácil. Algumas ferramentas exigem que você conecte o iPhone ao computador, instale um programa e dê apenas um clique. Há alguns anos, o Jailbreak.Me tornou as coisas ainda mais fáceis: bastava acessar o site da ferramenta pelo navegador do iPhone e clicar para baixar o Cydia. 

O jailbreak é um processo reversível, já que é só você restaurar o sistema original no seu iPhone via iTunes para que ele fique novinho em folha. 

Jailbreak

Existem dois tipos de jailbreak: o tethered e o untethered. Veja a diferença entre eles:

Tethered: uma vez feito o jailbreak no aparelho, você não poderá reiniciá-lo ou desligá-lo. Caso isso aconteça, será necessário refazer todo o processo mais uma vez.

Untethered: mais estável e prático, o jailbreak unthetered permanece ativo no iPhone mesmo que você o desligue ou o reinicie. 

Ficou com vontade de explorar todas as possibilidades do seu iPhone, iPad ou iPod touch? Clique aqui e aprenda a fazer o jailbreak no iOS 6.0.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar