O que é VPN?

Por Pedro Cipoli RSS

internet

VPN ou Virtual Private Network (Rede Privada Virtual) trata-se de uma rede privada construída sobre a infraestrutura de uma rede pública. Essa é uma forma de conectar dois computadores através de uma rede pública, como a Internet. Ao invés de realizar esse procedimento por meio de links dedicados ou redes de pacotes, como Frame Relay e X.25, utiliza-se a infraestrutura da internet para conectar redes distantes e remotas.

A Rede Privada Virtual possui a grande vantagem de ser bem mais barata que os links dedicados. Além disso, a Internet está presente em todo o mundo com pontos de acesso espalhados por todos os lugares. As redes VPN são muito utilizadas pelas grandes empresas, especialmente nas companhias em que funcionários trabalham remotamente, seja nas ruas ou no sistema home office, para se conectar à estrutura interna mesmo estando longe. Usuários comuns também aproveitam a tecnologia das redes VPN para construírem redes privadas virtuais.

O nível de custo-benefício das redes VPN em comparação com os links dedicados aumenta à medida que as distâncias entre as conexões também aumentam. Os links dedicados são muito caros, apesar de possuírem uma melhor privacidade e segurança em relação às redes Virtual Private Network. Por ser baseada em uma rede pública, onde existe uma enorme quantidade de tráfego de dados que podem ser transmitidos e recebidos por qualquer equipamento atualmente, a VPN não disponibiliza um alto nível de confiabilidade e segurança para com as informações que transitam por ela.

Porém, por meio da criptografia nas informações e nas comunicações entre hosts da rede privada é possível aumentar consideravelmente a confidenciabilidade dos dados que trafegam pela rede. Por meio do sistema de tunelamento, os dados podem ser enviados sem que outros usuários tenham acesso, e mesmo que os tenham, ainda os receberão criptografados. Por isso, é fundamental que os dispositivos responsáveis por cuidar da rede VPN devem ser capazes de garantir segurança e integridade das informações e dos dados que são transmitidos.

Rede VPN

O IPSec (IP Security Protocol) é uma suite de protocolos criado para a construção de túneis seguros sobre redes de internet e intranet. Essa ferramenta permite que todos os dados passem pelo gateway para serem cifrados antes de percorrerem o caminho para a máquina de destino ou decifrado antes do recebimento dos dados.

Outro problema que a rede VPN pode trazer é em relação à dependência da velocidade da Internet disponível, ainda mais se a quantidade de tráfego que ela envia for bastante grande. Por isso, algumas empresas podem ter dificuldades em utilizá-la caso as suas conexões não forem estáveis e velozes. Conexões ruins podem acarretar problemas técnicos e atrasos sem que o usuário tenha controle sobre isso.

Obviamente, para se criar uma rede VPN é necessário ter pelo menos dois computadores conectados à internet, além de um programa de gerenciamento de rede VPN instalado em cada máquina. Para enviar os dados, o programa criptografa e encapsula as informações, além de adicionar o número de IP da máquina remetente para que o computador de destino possa identificar quem enviou os dados. Por meio do sistema de tunelamento, os dados percorrem o caminho até chegar à máquina receptora que identifica imediatamente as informações de IP que foram enviadas pela máquina remetente. Após isso, o processo inverso é realizado, com a "descriptografação" e armazenamento dos dados no computador de destino.

Existe ainda um outro procedimento um pouco distinto para a criação da rede VPN. É possível criar uma rede em que o receptor e o remetente sejam hosts que interligam entre si várias máquinas.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar