YouTube confisca 2 bilhões de visualizações da Sony e da Universal

Por Redação em | 24.12.2012 às 19h28

Youtube

O YouTube reduziu na última semana o número de visualizações de vídeos postados em canais pertencentes às empresas Universal Music Group, Sony/BMG e RCA Records em um montante de 2 bilhões de visitas. A limpeza tem como objetivo acabar com ferramentas e técnicas usadas por alguns canais para ampliar o número de visualizações no site de compartilhamento de vídeos.

Segundo informações do site Daily Dot, o canal da Universal foi o que mais perdeu visualizações com a limpeza conduzida pela empresa, algo em torno de 1 bilhão de views dos mais de 7 bilhões computados antes da faxina começar. A página da Sony/BMG foi a segunda mais afetada pela medida drástica tendo perdido mais de 850 milhões de visualizações e a RCA aparece em terceiro lugar, computando a perda de 159 milhões de visualizações.

Outros canais de música famosos também foram afetados pela faxina do Google, como os pertencentes a Michael Jackson, Chris Brown, Beyoncé e Avril Lavigne. Nos últimos dias, 500 canais bem posicionados no YouTube tiveram o número de visualizações pré-existentes do serviço excluídas, algo que causa preocupação já que a contagem de visualizações no serviço é cumulativa e não pode reduzir em nenhum momento.

Visualizações vídeos YouTubeReprodução: SocialBlade

A medida do Google de eliminar o número de visualizações de canais surge no mesmo dia em que vários usuários do YouTube foram até fóruns de dúvidas da empresa para questionar sobre a queda de conteúdos no serviço sob a alegação de uso indevido dos termos da rede. A empresa, por sua vez, afirmou que os vídeos eliminados infringem a norma que proíbe o uso de ferramentas para inflar o números de 'views' e de 'curtir'.

"Isto não foi um erro ou uma falha de segurança. Esta foi uma execução de nossa política de corte de visualizações", afirmou um representante do Google em um fórum.

Leia a Seguir

Comentários