Twitter enfrenta problemas de acesso nesta terça-feira

Por Redação | em 19.01.2016 às 11h04

Twitter

O Twitter passou por graves problemas de instabilidade entre a madrugada e o início da manhã desta terça-feira (19), afetando boa parte de seus mais de 300 milhões de usuários espalhados por todo o mundo. A falha foi reconhecida pela própria empresa, mas não teve sua causa apontada. Apesar disso, segundo ela, o acesso já deve estar normalizado para todos.

Quem tentava acessar a plataforma por meio de aplicativos para celular ou clientes desenvolvidos por terceiros, por exemplo, encontrava dificuldade em carregar mensagens ou publicar atualizações. Já em sua versão web, os usuários encontravam uma mensagem pedindo desculpas pelos problemas e informando que uma solução já estaria a caminho, algo que efetivamente aconteceu algumas horas depois do início dos problemas.

Em testes feitos pelo Canaltech, a utilização do Twitter pareceu normal tanto por meio do app para iOS quando pelo Tweetdeck, um dos clientes mais utilizados da rede social. Apesar disso, ainda foi possível encontrar um pouco de lentidão na abertura de imagens, no que provavelmente é uma rebarba das falhas de acesso ocorridas mais cedo, que também devem se dissipar ao longo das próximas horas.

Falhas no acesso e interrupções eram uma realidade relativamente constante para os usuários nos primeiros anos do Twitter, quando a rede social passava por diversos problemas de estabilidade. Os problemas chegaram até a ganhar um verbo próprio, “baleiar”, uma referência à imagem de uma baleia sendo carregada por pássaros que aparecia na tela sempre que havia um problema relacionado à alta carga de acessos.

Antes das interrupções desta terça-feira (19), entretanto, problemas desse tipo quase não aconteciam no Twitter. Em uma anedota engraçada, a rede social virou, inclusive, vetor de reclamações sobre problemas de outros serviços, principalmente o Facebook, com usuários brincando que a rede crescia em número de acesso sempre que a “rival” apresentava algum problema.

Fonte: The New York Times

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar