Bug expõe conteúdo de navegação anônima do Google Chrome em PCs da Apple

Por Redação | em 15.01.2016 às 16h45

Navegação Anônima

Se você é um usuário de computadores da Apple e costuma usar o recurso de navegação anônima do Google Chrome, você pode ter sérios problemas. Isso porque um estudante de engenharia da Universidade de Toronto, chamado Evan Andersen, descobriu um bug que afeta placas gráficas da Nvidia, expondo o conteúdo que você pensou que ficaria oculto. Aparentemente, o problema está acontecendo apenas em Macs.

Anderson fez a descoberta quando executou o jogo Diablo III e se surpreendeu quando uma tela com conteúdo pornográfico, visto por ele em navegação anônima, foi exibida. Assim como muitas pessoas, Andersen estava usando o modo anônimo para ocultar o que estava vendo de amigos e familiares que utilizam o mesmo computador. Felizmente, ele era o único utilizando o Mac quando o bug aconteceu pela primeira vez.

Navegação Anônima

Depois de algumas investigações, Andersen concluiu que um bug nos drivers de GPU da Nvidia foi a causa do incidente. "A memória da GPU não é apagada antes de disponibilizá-la para outro aplicativo. Isso permite que o conteúdo vaze para outra aplicação. Quando a janela do Chrome foi fechada, o seu framebuffer foi adicionado à memória livre da GPU, mas não apagado. Quando o Diablo III solicitou um framebuffer, a GPU ofereceu o que foi utilizado pelo Chrome. Uma vez que não foi apagado, ele ainda continha o conteúdo visto anteriormente", explica o estudante.

"Esta questão está relacionada com o gerenciamento de memória do sistema operacional da Apple, não com os drivers gráficos da Nvidia", disse um porta-voz da empresa. "O driver da Nvidia adere às políticas estabelecidas pelo sistema operacional e está funcionando como esperado. Nós não vimos este problema no Windows, onde todos os dados específicos do aplicativo são limpos antes da memória ser liberada para outras aplicações."

Andersen escreveu um programa para reproduzir fielmente os bugs, fazendo uma varredura na memória da GPU. O estudante considera um erro grave, visto que "usuários podem espionar uns aos outros". Apesar da gravidade, o erro não pode ser explorado remotamente, apenas pessoalmente. Após o caso se tornar público, a Nvidia disse que não pode corrigir a questão, tendo em vista que o erro é causado pelas regras estabelecidas pelo OS X. A Apple não comentou o caso.

Via VentureBeat

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar