178

Guia de compras online: saiba como comprar com segurança na web

Por Luciana Zaramela RSS | 21.11.2012 às 15h45 - atualizado em 22.11.2012 às 11h35

Compras online

Você está planejando fazer umas comprinhas de Natal pela internet? Mal pode esperar para gastar uma boa grana  na Black Friday brasileira? Então, independentemente de ser a sua primeira vez, é importante lembrar que a internet não é um meio totalmente seguro, isto é, existem muitos sites dos quais devemos desconfiar.

Mas, para bem de todos, há excelentes lojas online e muita gente honesta no mundo virtual, e para saber encontrá-los, basta seguir algumas dicas importantíssimas antes de fechar uma compra online.

O site é seguro? Saiba como descobrir

Antes de clicar no botão "comprar", é melhor entender um pouco mais sobre reputação de sites de vendas. Você já deve ter percebido que no rodapé de muitos sites existem vários símbolos indicando sua segurança, certo?

Compras online

Mas, além destes símbolos, é necessário ter certeza de que o site utiliza métodos de criptografia que garantem a segurança de seus dados, embaralhando letras e números de todas as informações que você precisa fornecer para concluir uma compra. São elas: nome, número do cartão de crédito, código de segurança e outras que apenas você pode oferecer - e que são confidenciais.

Sites seguros geralmente utilizam um protocolo de segurança identificado pelas letras "https" (HyperText Transfer Protocol Secure), que aparece no início da URL do site. Esta é uma implementação que adiciona uma camada de segurança que permite que os dados sejam transmitidos através de uma conexão criptografada. Geralmente, os sites iniciam suas URLs com um "http", sem o S. Nas páginas de pagamentos, onde é necessário ter segurança, o S (de segurança) aparece ao lado do "http" da URL.

Compras online

E para mostrar que a página é segura, alguns navegadores exibem um cadeadinho, que aparece logo ao lado do endereço. Seu navegador pode até não mostrar o cadeado, mas se você encontrar o "https", pode prosseguir que, ao que tudo indica, o site é mesmo seguro.

Além dos protocolos de segurança exibidos pelas páginas da web e dos símbolos de site seguro, vale também a confiança na marca. Se você está efetuando uma compra em um site conhecido e consolidado no mercado, com boa reputação e boa fama, não precisa ter medo. Afinal, as empresas sérias estão aí para tratar o consumidor com honestidade.

Se mesmo assim sua desconfiança falar mais alto, nada melhor que usar o Google para fazer uma busca, digitando o nome do site seguido dos termos "reputação", "reclamações" ou "confiável". Sites como o Reclame Aqui também podem te dar uma ideia se aquela empresa tem atendido bem os clientes, ou se tem falhado na negociação dos produtos.

Política do site

A política do site é muito importante para o consumidor. Sites honestos devem apresentar uma política de privacidade bastante clara e, além disso, uma boa política de compras, pois se o item comprado chegar com defeito, você não terá dores de cabeça para trocá-lo ou devolvê-lo.

É sempre bom dar uma lida nessas políticas. O ideal é que o site as apresente de forma clara e direta. Desconfie de muitas picuinhas e "lorotas" nestes termos.

Entrega do produto

Já que o assunto é política, a de entrega merece um tópico especial. Sites bem intencionados sempre tratam a entrega com devida importância. Além de esclarecerem tudo sobre o frete (tipo de pacote, cobrança, forma de envio), eles mostram o prazo de entrega e informam o consumidor a respeito do que deve ser feito caso o produto seja danificado durante o transporte, chegue com defeito ou nunca chegue ao destino combinado.

Um consumidor precavido que compra de uma empresa honesta terá menos problemas. E se, porventura, o produto chegar estragado ou não chegar, a empresa tratará de cuidar do assunto e reembolsar ou reenviar um novo para o cliente, dependendo do que diz sua política de entrega. Viu como é importante conhecê-la?

Cookies

Você sabe o que são cookies? São pequenos arquivos que salvam dados da navegação para facilitar a transferência de informações na web. Geralmente, eles são utilizados para traçar um perfil de navegação do usuário e ver o que ele faz na internet. E como isso não é correto, é melhor prevenir que remediar: defina seu navegador para não receber cookies (ou limitá-los) enquanto você estiver realizando tarefas que exijam segurança na internet.

Em outras palavras, desabilite cookies ao fazer compras na web e fornecer o número de seu cartão de crédito. Basta desmarcar a caixinha, nas opções de privacidade ou segurança de seu navegador.

Cookies

Desconfie de perguntas estranhas

Quando alguém realiza uma compra na internet, ela deve ser direta, sem embromações. Desconfie de perguntas estranhas, que mais parecem querer informações a seu respeito. Se algum dia você se deparar com alguma pergunta desnecessária, que fuja dos dados triviais (endereço, número do cartão), é melhor comprar em outro local.

Cartão de crédito

O cartão é a chave para a conclusão das compras na web. Por ser fácil de usar e precisar apenas de alguns números, os cartões de crédito são muito visados pelos cibercriminosos. Pessoas mal intencionadas tentam interceptar compras em sites não seguros apenas para colherem dados pessoais e o número do cartão. Em outras palavras, não é necessário ter o cartão em mãos para fazer uma compra: basta saber o número, o código de segurança (3 dígitos que ficam no verso do cartão), a data de vencimento e pronto.

A maior dica é: utilize sempre o mesmo cartão para comprar na internet, e de preferência, que tenha um limite baixo. Para todos os efeitos, é melhor um limite baixo e controlável que um limite nas alturas. Assim, fica mais fácil evitar que alguém descubra seus dados e compre um carro com seu cartão sem que você desconfie. Seria bem complicado explicar para o gerente que a fatura está errada, não é mesmo?

Também é importante ficar de olho em suas compras no mundo offline. "O roubo de informações, como o número do cartão de crédito, também pode acontecer quando seu cartão é usado em um posto de gasolina, restaurante ou lojas físicas. Uma vez roubada essa informação, ela pode ser usada para compras online feitas por esses criminosos. Assim, as criptografias e tecnologias de proteção às informações são importantes, mas a utilização cuidadosa das informações do consumidor no mundo offline é tão importante quanto", lembra Vander de Castro, Country Manager da Avast no Brasil.

E-mails e senhas

Durante o período de sondagem ou até mesmo após a compra, é aconselhável salvar cada e-mail enviado ou recebido da empresa com a qual você estiver negociando. Eles constituem provas e são válidos em casos de inconvenientes. 

Senhas também devem ser tratadas com a devida importância: jamais forneça senhas de sites fora da página de login e nem senhas de cartões fora da seção de pagamento. 

Se você seguir todas estas dicas, pode ficar tranquilo: sua compra tem tudo para dar certo! Basta fazer a lista e seguir sem medo.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

FIQUE ATUALIZADO
RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS POR E-MAIL