Pirataria de jogos pode acabar em dois anos, afirma especialista

Por Redação | em 08.01.2016 às 17h00

Just Cause 3

Se você usa o torrent, e não o Steam para baixar seus joguinhos, é melhor aproveitar enquanto é tempo. De acordo com o fundador de um dos maiores grupos de crackers de games da China, o 3DM, em dois anos, as tecnologias de DRM e proteção dos títulos estarão tão evoluídas que será impossível quebrá-las, algo que pode acabar colocando um fim na pirataria.

A conclusão veio após um intenso trabalho para quebra das barreiras que protegiam Just Cause 3 dos bucaneiros. De acordo com o especialista, identificado como Bird Sister, a equipe do 3DM chegou a um “ponto de ruptura” durante o processo, se vendo quase incapaz de ultrapassar a proteção que, dias após quebrada, recebeu uma atualização e voltou a se fechar novamente.

A grande “vilã” dessa história, na visão dos piratas, é a Denuvo, uma empresa de tecnologia que desenvolveu soluções de bloqueio utilizadas por desenvolvedoras como a Square Enix, de Just Cause 3, e Electronic Arts, da série FIFA. Bird Sister já havia citado a tecnologia como uma das mais difíceis de serem quebradas, mas afirmou que nunca antes o time havia tido tanto trabalho e pouco sucesso em um crack desse tipo.

A companhia austríaca ganhou as manchetes e as atenções dos especialistas pela primeira vez no final de 2014, quando Dragon Age: Inquisiton, considerado um dos melhores jogos daquele ano, ficou por mais de um mês sem uma cópia pirata funcional. A notícia, inicialmente, parecia um tiro saído pela culatra, já que levou mais gente a trabalhar em formas de quebrar a tecnologia, mas no final das contas, parece que a Denuvo está saindo como vitoriosa.

Sobre Just Cause 3, Bird Sister afirmou acreditar que o jogo ainda poderá ser quebrado e que está trabalhando ao lado de seus companheiros de grupo para conseguir isso. Por outro lado, o tempo que esse processo está levando e seu alto grau de complexidade só tendem a aumentar, levando à perspectiva negativa que foi colocada por ele.

Fonte: TorrentFreak

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar