Em 2016, Mark Zuckerberg quer criar seu próprio assistente doméstico

Por Redação | em 04.01.2016 às 12h14 - atualizado em 04.01.2016 às 12h34

Mark Zuckerberg

Ano novo, vida nova e não é só você que vai aproveitar que 2016 ainda está em sua reta inicial para traçar objetivos e fazer aquelas tradicionais promessas da virada. Mostrando que é gente como a gente, Mark Zuckerberg decidiu compartilhar com o mundo as suas resoluções e o que ele pretende mudar em seu estilo de vida neste ano que acaba de começar; e é claro que as metas da cabeça por trás do Facebook são um pouco mais ousadas do que as nossas.

Em uma publicação feita na sua rede social, Zuckerberg explica um pouco dos seus planos para os próximos meses e um dos pontos que mais chama a atenção é que ele cansou de ver um gênio, bilionário, playboy e filantropo apenas na tela do cinema e decidiu ser o próprio Tony Stark do mundo real. Enquanto não consegue criar sua própria armadura, ele decidiu que vai tentar entender a tecnologia por trás das casas inteligentes para desenvolver um assistente doméstico no futuro. Em outras palavras, ele quer seu próprio Jarvis, como nos filmes da Marvel.

E é o próprio Zuckerberg quem faz a comparação com o Homem de Ferro. Segundo ele, o objetivo é criar uma inteligência artificial capaz de ajudá-lo em seu trabalho, do mesmo modo que acontece nas mansões de Tony Stark. Para isso, ele conta que vai começar a explorar aquilo que já existe nesse sentido dentro da tecnologia e fazer com que a IA passe a entender uma série de comandos. Zuckerberg diz que quer ensiná-la desde o reconhecimento de sua voz em comandos básicos para controle doméstico até a identificação de seus amigos quando eles baterem à sua porta. Nem mesmo sua filha recém-nascida, Max, vai ficar longe dessa nova meta, já que ele quer usar a novidade para monitorar as necessidades da pequena e avisá-lo mesmo quando não estiver por perto.

Every year, I take on a personal challenge to learn new things and grow outside my work at Facebook. My challenges in...

Posted by Mark Zuckerberg on Domingo, 3 de janeiro de 2016

O criador do Facebook diz que esse objetivo é um enorme desafio e que, neste ano, ele quer trabalhar com invenções. Então, o que pode ser mais inventivo do que unir o conceito da casa inteligente com os óculos de realidade virtual que devem chegar ao mercado já nos próximos meses? Como proprietário da Oculus, Zuckerberg diz que a ideia desse sistema que ele quer desenvolver para residências vai usar o Rift para ajudar na organização e na realização de determinados serviços. Assim, por mais que ainda estejamos um passo atrás de Tony Stark, a ideia é chegar o mais perto possível do herói de armadura.

Assim, com 2016 dando seus primeiros passos, Mark Zuckerberg tem um longo caminho pela frente para estudar sobre essa tecnologia e, principalmente, pensar em formas de aplicar isso de maneira prática e eficiente em nossas vidas. Trata-se de um objetivo bastante ousado — ainda mais porque é algo que ele quer fazer pessoalmente, e não delegar a seus funcionários —, mas que ninguém duvida que vai gerar frutos. Enquanto isso, esperamos por qualquer novidade enquanto tentamos fazer aquilo que prometemos na virada.

Via: Mark Zuckerberg (Facebook)

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar