Tecnologia do IBM Watson auxilia cientistas em pesquisas médicas e farmacêuticas

Por Redação | em 28.08.2014 às 15h22

O projeto Watson da IBM promete mudar e criar uma nova era de "computação cognitiva" com desenvolvimento para utilização em áreas médicas e farmacêuticas. Atualmente, o sistema é utilizado com enfoque para os games, que exigem uma melhor capacidade de gerenciamento. Porém, já era hora de vermos uma tecnologia desse porte a serviço de outras áreas.

A IBM anunciou o IBM Watson Discovery Advisor, que trata-se de um sistema baseado na nuvem que permitirá aos pesquisadores aproveitarem o potencial e a inteligência digital em favor de novas descobertas e trabalhos científicos. Por meio da plataforma, os cientistas poderão solicitar que o Watson realize o trabalho de vasculhar cada pesquisa colocada à disposição do público em todos os setores disponíveis, o que é, sem sombra de dúvidas, uma grande quantidade de informações. Desse modo, o trabalho de pesquisa poderá ser reduzido de meses para dias ou de dias para horas. Assim, os pesquisadores poderão utilizar mais tempo para testar hipóteses ou formular conclusões sobre suas pesquisas.

IBM Watson

Um exemplo de como o Watson poderia diminuir drasticamente o tempo de pesquisa da comunidade científica aconteceu no Baylor College of Medicine. Por lá, os pesquisadores utilizaram o Watson para processar informações que levariam seis anos para serem analisadas no modo convencional. Com a plataforma, informações de pesquisa sobre a proteína do câncer foram dissecadas em "uma questão de semanas". O sistema analisou 70.000 artigos científicos sobre a p53 para prever quais podem ativar ou desativar a atividade desta proteína. Esta análise automática levou pesquisadores da Baylor a identificar seis proteínas potenciais a serem analisadas em pesquisas futuras. Para mostrar como esses resultados são importantes, é válido ressaltar que nos últimos 30 anos, os cientistas descobriram uma proteína em média por ano.

De acordo com o órgão Pharmaceutical Research and Manufacturers of America, o tempo médio para o desenvolvimento de um tratamento farmacêutico desde o início dos estudos até a chegada do produto ao mercado é de 10 a 15 anos. Com o desenvolvimento da IBM será provável que esse tempo caia consideravelmente.

O IBM Watson é capaz de identificar de maneira precisa correlações previamente desconhecidas e compreender as nuances da linguagem, mesmo se tratando de uma linguagem bem especializada como a interação de produtos químicos. 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar