Cuidado! Tem gente vendendo apps e jogos falsificados na Windows Store

Por Redação | em 24.02.2015 às 09h49 - atualizado em 24.02.2015 às 17h04

Windows Store

A Windows Store, loja de aplicativos da Microsoft para o Windows, já oferece uma boa variedade de ferramentas, jogos e serviços aos usuários. No entanto, parte de todo esse conteúdo pode contribuir com a pirataria, uma vez que alguns dos produtos vendidos na plataforma são cópias de versões originais. O caso é ainda mais grave porque outros apps falsos podem conter ameaças como spywares ou vírus.

De acordo com o site Eurogamer, um dos títulos disponíveis na loja que está sendo vendido ilegalmente é o game Darkest Dungeon. Acontece que, segundo Tyler Sigman, presidente da Red Hook Studios, o estúdio responsável pelo jogo, o aplicativo disponível para Windows 8.1 é falso. Além disso, a descrição do app lista um homem chamado Balaji Chowdary como o criador do game - o que é mentira - e não inclui menção aos reais desenvolvedores da Red Hook que trabalharam no título.

Chowdary também é descrito como o responsável por outras cópias falsificadas de Warcraft III: Reign of Chaos, Farming Simulator 2015, Lego Batman 3: Beyond Gotham, Watchmen: The End is Nigh e as supostas últimas versões de Game Dev Tycoon e SpinTires.

Outro ponto que levanta suspeitas é que o app custa US$ 3,99, quando, na verdade, o jogo oficial é vendido a US$ 19,99 em outros serviços online, como o Steam e a Humble Store - atualmente, os únicos dois lugares na internet que permitem o download de Darkest Dungeon. Isso sem contar que o tamanho do arquivo é de apenas 2 MB, o que reduz ainda mais a confiabilidade do aplicativo, já que se trata de um game com bastante conteúdo.

Darkest Dungeon

Cópia falsa de Darkest Dunegon é vendida por US$ 3,99 na Windows Store. (Foto: Reprodução)

Pelo Twitter, Sigman fez um apelo para que os usuários entrem em contato com a Microsoft e reportem a cópia pirata do jogo para que a empresa o remova da loja. "Se alguém tiver algum contato da Windows Game Store, por favor, compartilhe. Alguém está aplicando golpes de scamming ao vender DD (Darkest Dungeon) por lá", disse na mensagem. Ele também agradeceu a ajuda dos internautas que pedem pela remoção do app malicioso.

Em entrevista ao Polygon, Sigman declarou que ele e sua equipe não entraram em contato com quem listou o jogo na Windows Store porque "é óbvio que essa pessoa está aplicando um golpe e sabe que a ação é ilegal". Por esse motivo, os desenvolvedores preferem buscar uma solução diretamente com a Microsoft. "[Também] Queremos garantir que nenhum dinheiro seja direcionado ao responsável por essa ação", completou.

Até o fechamento desta notícia, ainda era possível encontrar Darkest Dungeon na Windows Store. Lembrando mais uma vez que só é possível adquirir o game oficial pelo Steam ou pela Humble Store.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar