De novo: hoverboard pega fogo enquanto usuário o testava

Por Redação | em 14.01.2016 às 14h30

Hoverboard

Você que é fã de gadgets um tanto futuristas, certamente deve estar acompanhando a saga dos chamados "hoverboards", as famosas pranchas inspiradas em De Volta Para o Futuro II que, apesar de não voarem como no filme de Marty McFly, fazem o maior sucesso. Só que esse "transporte" também está sendo alvo de polêmicas após usuários relatarem diversos casos em que os aparelhos pegaram fogo espontaneamente.

O mais recente deles é do vlogger britânico Kevin MacLeod. Em seu canal no YouTube, ele postou um vídeo de unboxing do dispositivo nesta quarta-feira (13) mostrando desde o momento em que ele tira o aparelho da caixa até o incidente. "Meu primeiro teste no meu novo hoverboard não foi como eu tinha planejado", diz o rapaz na descrição do clipe.

De acordo com MacLeod, o skate de duas rodas passou uma noite inteira carregando a bateria. No dia seguinte, ele levou o gadget para fora de casa para fazer um teste. Como você pode ver no vídeo abaixo, não demorou muito para o hoverboard pegar fogo poucos segundos depois de MacLeod subir em cima dele - inclusive, demorou um certo tempo até que uma fumaça começasse a sair das laterais do dispositivo, indicando sua fragilidade.

Mesmo depois de jogar água fria sobre o aparelho queimado, é possível notar que ele ainda solta um pouco de fumaça, possivelmente de alguns componentes que ainda queimam na parte interna. Além disso, MacLeod não menciona de qual marca é seu hoverboard, mas no início do unboxing aparece o nome "Smart Balance Wheel". Na verdade, isso não muda muita coisa, já que ainda não existe nenhuma marca mundialmente reconhecida pela fabricação desses dispositivos.

Em todo o caso, a tentativa frustrada do youtuber em mostrar seu primeiro passeio num hoverboard entra para a lista de acidentes envolvendo o aparelho. Nos últimos meses, o uso desses gadgets já foi banido em locais públicos e privados em diversos países, incluindo dezenas de universidades americanas. Companhias aéreas também se negam a transportar o equipamento, e a Amazon suspendeu as vendas de todos os modelos da categoria logo após o surgimento dos primeiros relatos de explosões.

Dezenas de skates de fabricantes desconhecidas também estão sob investigação de órgãos de defesa do consumidor nos Estados Unidos, que já estudam o risco desses aparelhos em causar incêndios. Por falar nisso, moradores no estado da Califórnia, nos EUA, e em Melbourne, na Austrália, dizem que seus hoverboards provocaram incêndios em suas residências, com prejuízos que chegam a US$ 350 mil por conta do dano nos imóveis.

Fonte: BlueBritish (YouTube) via CNET

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar