Uber pagará US$ 28,5 milhões a usuários devido a segurança nas viagens

Por Redação | em 12.02.2016 às 10h26 - atualizado em 12.02.2016 às 20h54

Uber

O Uber concordou em pagar US$ 28,5 milhões para encerrar dois processos relacionados à taxa "safe ride", que a empresa cobrava dos usuários para cobrir despesas com segurança nas viagens. Os termos do acordo, arquivados nesta quinta-feira (11) no Tribunal Distrital da Califórnia, nos Estados Unidos, exigem que o Uber pague cerca de 25 milhões de usuários do app nos Estados Unidos e reformule a taxa cobrada pela empresa a cada viagem.

O Uber já garantiu que irá reformular a taxa e desembolsar algo em torno de 1 dólar para cada pessoa, valor que será pago aos que usaram o serviço entre 1 de janeiro de 2013 e 31 de janeiro deste ano. A empresa disse que irá utilizá-la para "cobrir custos relacionados à segurança, bem como custos operacionais adicionais que poderiam surgir no futuro", como prevê o acordo.

A principal rival do Uber, a Lyft, já realizou mudanças semelhantes. "Nenhum meio de transporte pode ser 100% seguro. Acidentes e incidentes acontecem", disse o Uber em comunicado. "É por isso que é importante garantir que a linguagem que usamos para descrever a segurança no Uber seja clara e precisa".

O Uber tem se envolvido em confusões em que usuários o acusam praticar ações pouco claras para com os consumidores em relação a segurança. A empresa já havia dito que vai investir mais na implementação de tecnologias de segurança, como identificação biométrica e verificação de voz. "Nós estamos contentes em colocar esses casos para trás e vamos continuar a investir novas tecnologias e serviços de grandes clientes para que possamos ajudar a melhorar a segurança em nossas cidades".

Via Verge

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar