Vale-cultura poderá ser utilizado para pagar TV por assinatura, afirma Ministra

Por Redação em | 27.02.2013 às 07h00

Assistindo tv

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, afirmou nesta terça-feira (26) que o vale-cultura poderá ser utilizado no pagamento de TV por assinatura.

"Pode TV a cabo, revista. E aí estão dizendo, 'Mas vai comprar revista pornográfica?', 'Vai comprar não sei o quê?' Gente, as pessoas vão comprar o que elas quiserem. Eu não posso entrar nisso, no mercado, mas o que eu posso estimular é que tenha uma ampla gama de escolha, para as pessoas não ficarem numa coisa só", explicou a ministra em uma entrevista à TV Globo de Brasília.

O benefício prevê um vale mensal de R$ 50 para todos trabalhadores contratados em regime CLT que recebam até cinco salários mínimos, que poderá ser gasto em eventos ou produtos culturais como livros, ingressos para o cinema, teatro, shows, ou, como anunciado, na TV a cabo. Se não for gasto em um mês, o valor poderá ser acumulado para o próximo.

O vale-cultura somente estará disponível para trabalhadores de empresas que aderirem ao projeto do governo, sancionado pela presidente Dilma Rousseff em dezembro de 2012. Segundo a ministra, a previsão é que 17 milhões de pessoas estejam aptas a receber o vale.

Uma das principais discussões sobre o vale-cultura envolvendo tecnologia é a adição ou não dos games como uma categoria válida. Segundo Moacyr Alves, presidente da Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games, a demanda de jogadores e membros da indústria já foi exibida ao governo, mas ainda não há a confirmação de que o vale englobará os jogos eletrônicos.

Leia a Seguir

Comentários