Tabela periódica terá quatro novos elementos adicionados

Por Redação | em 04.01.2016 às 12h35 - atualizado em 04.01.2016 às 12h54

Tabela Periódica

Finalmente, a sétima linha da tabela periódica será completada com quatro novos elementos químicos: 113, 115, 117 e 118. Isso fará com que todos os livros de ciência do mundo estejam instantaneamente desatualizados. Os elementos foram descobertos por cientistas no Japão, Rússia e Estados Unidos. Em 2011 já haviam sido adicionados os elementos 114 e 116.

Os quatro novos componentes foram verificados no dia 30 de dezembro pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC, sigla em inglês), com sede nos Estados Unidos. Tal organização rege a nomenclatura química, terminologia e medição. A IUPAC anunciou que uma equipe russo-americana de cientistas do Instituto Conjunto de Pesquisa Nuclear e o Laboratório nacional Lawrence Livermore haviam produzido provas suficientes para afirmar a descoberta dos elementos 115, 117 e 118.

Kosuke Morita, que liderou as pesquisas no Instituto Riken, no Japão, disse que agora sua equipe irá "olhar para o território inexplorado além do elemento 119". Ryoji Noyori, ex-presidente do Instituto Riken e ganhador do Prêmio Nobel de Química, disse que "para os cientistas, a descoberta é de maior valor do que uma medalha de ouro olímpica".

Os novos elementos serão oficialmente nomeados pelas equipes que os descobriram. O elemento 113 será o primeiro a ser nomeado na Ásia. "A comunidade química está ansiosa para ver a sétima linha de sua tabela finalmente concluída", disse Jan Reedijk, presidente da Divisão de Química Inorgânica da IUPAC. "A IUPAC iniciou o processo de formalização de nomes e símbolos para estes elementos nomeados temporariamente como Unúntrio (Uut ou elemento 113), Ununpentium (UUP, elemento 115), Ununseptium (Uus, elemento 117) e Ununoctium (UUO, elemento 118)".

Os quatro novos elementos podem ser nomeados de acordo com seu conceito mitológico, do local onde foi descoberto, do cientista que o descobriu ou ainda dos minerais encontrados. Tal como outros elementos superpesados que estão no fim da tabela periódica, os novo elementos só existem em frações de segundos antes de decaírem para outros compostos.

Via The Guardian

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar