4

Quais são as diferenças entre redes 1G, 2G, 3G e 4G?

Por Pedro Cipoli RSS | 17.01.2012 às 13h52 - atualizado em 29.09.2012 às 17h14

Motorola StarTAC 6000

Celular com internet é algo banal nos dias de hoje. Muita gente não consegue se imaginar sem isso. E com as operadoras de telefonia do Brasil oferencendo cada vez mais planos com pacotes de dados, em sua grande maioria com tecnologia 3G ou mesmo 4G (mais comuns no exterior), acabamos esquecendo como a comunicação móvel evoluiu no país.

Modelos como o clássico celular da imagem ao lado foram respresentantes da primeira geração, hoje extinta no Brasil, que utilizava o padrão AMPS (Advanced Mobile Phone System) para comunicação de forma analógica. Essa rede, aos poucos, foi substituída pela rede digital de 2ª geração.

As redes 2G, que são o padrão até hoje, permitem a multiplexação de banda (que basicamente significa várias conversas ao mesmo tempo sem que uma interfira na outra) e capacidade de troca de pequenas quantidades de dados, como mensagens SMS (o que não era possível na rede analógica). O padrão de segunda geração é utilizado para conversas até hoje e deverá durar por muito tempo, pois fornece a infraestrutura básica de conversação de forma eficiente e é de onde as operadoras de telefonia obtêm grande parte de suas receitas.

Ah, mas você pode dizer "Mas eu tenho um plano 3G no meu celular. Como assim eu uso uma rede 2G?". No Brasil, criou-se um termo apropriado, mas não oficial, para a tecnologia disponível: rede 2,5G. Sim, 2,5! Significa que estamos em transição (muito lenta, é verdade) para as redes 3G, fornecendo os serviços básicos a uma velocidade bem abaixo do que deveriam (as especificações são mais ou menos 8 Mbps para uma pessoa parada e 1 Mpbs em movimento), mas mesmo assim são vendidas (e cobradas) como redes 3G.

As redes 4G são na verdade uma solução para um problema que "teoricamente" ainda não existe (transmissão de grandes volumes de dados), sendo possível transferir até 1 Gbps em localizações estacionárias, restrita a países mais desenvolvidos, como o Japão. Infelizmente o Brasil, devido a sua burocracia e altos impostos, está bastante atrasado em relação a redes de comunicação, algo que se observa também com a banda larga.

Tem um plano 3G e está satisfeito com ele? Conte para nós!

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

FIQUE ATUALIZADO
RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS POR E-MAIL