5 serviços de backup online que todo mundo deveria usar

Por Sérgio Oliveira RSS

Armazenamento na nuvem

Fazer backup é uma daquelas coisas que ninguém lembra até um problema mais grave acontecer e fazer com que você perca todos os seus dados. Os poucos que lembram da prática dizem que não a praticam devido aos altos custos envolvidos na aquisição de equipamentos específicos para o fim, como a compra de discos rígidos extra. 

A verdade é que essa realidade já ficou para trás há algum tempo e atualmente é possível guardar os dados mais importantes em serviços de armazenamento na nuvem que não cobram praticamente nada por isso. Inclusive, esse é um dos hábitos que mais vem ganhando popularidade nos últimos tempos, despontando como a primeira "linha de defesa" quando o assunto é se prevenir de catástrofes digitais. 

O melhor de tudo é que o usuário não precisa fazer praticamente nada para que suas informações sejam armazenadas nesses serviços, pois eles funcionam de maneira integrada com o sistema operacional sincronizando todos os arquivos automaticamente. Ou seja, aquela velha desculpa de que não teve tempo não cola mais e a ordem é se proteger para não ser vítima de fatalidades. 

Pensando nisso, preparamos uma lista com 5 serviços de backup online que você deveria utilizar. Todas as opções trabalham com contas gratuitos e oferecem planos pagos para os que procuram por mais espaço e funcionalidades. Confira. 

1. Dropbox 

Essa é a opção que vem logo à mente de grande parte dos usuários quando falamos de armazenamento na nuvem. No mercado desde 2007, o Dropbox construiu sua reputação ao longo dos anos por oferecer uma solução simples, prática e que funciona de verdade, sem dor de cabeça para os usuários. 

Espaço para armazenamento 

Grande parte da popularidade conquistada pelo Dropbox se deve à forma como o serviço contabiliza o espaço de armazenamento para suas contas gratuitas. Inicialmente, todo usuário dispõe de 2 GB para armazenar o que quiser, mas pode ganhar mais espaço à medida que cumpre algumas tarefas básicas. É caso, por exemplo, de quando você indica um amigo e ele se cadastra no Dropbox - nesse caso, você recebe 500 MB adicionais para desfrutar -, ou quando conecta sua conta à uma rede social, o que rende 125 MB adicionais. Nessa brincadeira, contas gratuitas podem dispor de mais de 20 GB de armazenamento no serviço. 

O grande trunfo do Dropbox é a forma como ele se integra ao Windows e como faz tudo parecer bastante simples e transparente ao usuário

O grande trunfo do Dropbox é a forma como ele se integra ao Windows e como faz tudo parecer bastante simples e transparente ao usuário (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira) 

Principais recursos 

Outro grande destaque do Dropbox é a forma como o serviço se integra ao Windows. Depois de instalá-lo, você perceberá que uma pasta específica será criada no seu PC e tudo o que você colocar ali dentro irá parar na nuvem. Essa mesma pasta pode ser acessada de dispositivos como smartphones e tablets sem nenhum problema. De quebra, o serviço conta com um versionador de 30 dias, uma funcionalidade indispensável para quem trabalha com arquivos de texto ou programação - se algo der errado, basta voltar para uma versão que estava funcionando. 

Domine o Dropbox e seus recursos com 10 dicas para iniciantes 

Recursos pagos 

Embora seja utilizado principalmente por quem não quer gastar um centavo sequer em uma solução do tipo, o Dropbox também disponibiliza um sistema de assinatura chamado Dropbox Pro. Nele, os usuários que pagarem uma mensalidade de US$ 10 contarão com 1 TB de armazenamento, além de poder compartilhar arquivos com senhas e validade, entre outras coisas. 

Para prestar atenção 

Por muito tempo o Dropbox foi criticado pela forma como lidava com a segurança dos arquivos armazenados em seus servidores; Devido às críticas, o serviço se reinventou no que diz respeito a segurança e privacidade e atualmente codifica todos os arquivos utilizando o protocolo AES de 256-bit, além de dispor de autenticação em dois passos. 

2. OneDrive 

Prata da casa, o OneDrive é a solução da Microsoft para quem procura um lugar para guardar seus arquivos em segurança na nuvem. Embora não seja tão popular quanto o Dropbox, o OneDrive vem ganhando público principalmente por já vir instalado no Windows desde a versão 8 do sistema. 

Espaço para armazenamento 

Recentemente o serviço esteve envolvido em uma polêmica e a Microsoft resolveu reduzir o armazenamento gratuito de 15 GB para 5 GB. Quem optar por utilizar a plataforma como principal forma de armazenar fotos capturadas pelo smartphone, ganha 15 GB adicionais sem qualquer custo. Amigos indicados e cadastrados no serviço rendem 500 MB adicionais, com limite máximo de 5 GB de espaço obtido gratuitamente dessa forma. 

O OneDrive é a principal aposta da Microsoft para competir com Dropbox e companhia. O único problema é que o serviço recentemente perdeu uma de suas características mais interessantes: 15 GB de armazenamento para usuários gratuitos

O OneDrive é a principal aposta da Microsoft para competir com Dropbox e companhia. O único problema é que o serviço recentemente perdeu uma de suas características mais interessantes: 15 GB de armazenamento para usuários gratuitos (Imagem: Reprodução) 

Principais recursos 

O funcionamento é bastante similar ao Dropbox e o OneDrive pode trabalhar com todo tipo de arquivo que você imaginar. No entanto, o destaque vai mesmo para a integração do serviço com documentos do Microsoft Office - é possível editar, inclusive colaborativamente, e salvá-los on-the-fly, sem a necessidade de baixar o arquivo para o computador. Ideal para quem trabalha com Word, Excel e PowerPoint todos os dias. 

Recursos pagos 

Atualmente, duas ofertas são feitas pela Microsoft para quem quer incrementar o espaço disponível na nuvem. A primeira delas envolve o pagamento de R$ 4 mensais para liberar 50 GB de espaço. Quem precisar de mais, há um plano de R$ 26 mensais que libera 1 TB de armazenamento além do pacote do Office 365. 

Para prestar atenção 

Tal qual o Dropbox, o OneDrive cria uma pasta local na máquina do usuário e funciona de maneira completamente integrada no Windows 8, 8.1 e 10. Contudo, quem preferir pode optar por não contar com essa amarração, podendo desabilitar o recurso no Windows 8.1 e no Windows 10

3. Google Drive 

O Google Drive é talvez o melhor serviço de armazenamento gratuito na nuvem da atualidade. O único problema é que o fato dele ser do Google pode gerar desconfiança em muitas pessoas, principalmente as mais preocupadas com questões de privacidade. Caso isso não seja um problema para você, vale a pena conferir o que tem de bom nele. 

Espaço para armazenamento 

O Drive oferece 15 GB gratuitos para você guardar o que quiser. O único "porém" é que essa capacidade é compartilhada entre os vários serviços do Google, como Gmail, Google+ Photos e o próprio Drive. Para quem tem muitos arquivos, essa restrição pode ser um grande inconveniente. 

No papel, o Google Drive parece ser o serviço mais interessante de todos. O problema é justamente a empresa que está por trás dele e o seu histórico de problemas relacionados à privacidade dos usuários

No papel, o Google Drive parece ser o serviço mais interessante de todos. O problema é justamente a empresa que está por trás dele e o seu histórico de problemas relacionados à privacidade dos usuários (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira) 

Principais recursos 

Uma das melhores coisas sobre o Drive é que ele é multiplataforma. Logo, você poderá acessar todos os arquivos armazenados no serviço em qualquer dispositivo, desde PC, até iOS, passando por Mac e Android. Outro ponto positivo é que o sistema é totalmente integrado ao Docs, abrindo espaço para edição de documentos, planilhas e apresentações sem ter que baixar nada para o dispositivo. 

Recursos pagos 

Levando em consideração os demais serviços, o Drive é o que traz a melhor relação custo-benefício para quem quer aumentar a capacidade de armazenamento. Por US$ 2 mensais, o usuário tem 100 GB para guardar o que quiser; caso não seja suficiente, também há planos de 1 TB, 10 TB, 20 TB e 30 TB por US$ 10, US$ 100, US$ 200 e US$ 300 mensais, respectivamente. 

Para prestar atenção 

O grande problema do Drive é justamente o Google. Na teoria, o serviço é um dos melhores, mas o histórico da empresa com questões de privacidade dos usuários não colabora para que ele conquiste os mais antenados nessa questão. Caso isso não seja um problema para você, saiba que o serviço é um dos mais seguros da atualidade. 

4. MEGA 

É pouquíssimo provável que ninguém tenha ouvido falar do MegaUpload, popular site de arquivos fechado pelo FBI em 2012. Apenas um ano depois, o serviço ressurgiu como uma plataforma de armazenamento na nuvem de nome MEGA - e, a bem da verdade, ela é excelente. 

Espaço para armazenamento 

O grande atrativo do MEGA é o espaço oferecido para usuários gratuitos: 50 GB. É de longe o serviço mais generoso nesse aspecto, portanto se você busca apenas por espaço gratuito para guardar suas tranqueias, o MEGA é a escolha certa. 

O MEGA herdou muitas características do seu irmão falecido, o MegaUpload. Ao todo, serviço oferece 50 GB de armazenamento grátis, além de gerenciador e sincronizador de arquivos

O MEGA herdou muitas características do seu irmão falecido, o MegaUpload. Ao todo, serviço oferece 50 GB de armazenamento grátis, além de gerenciador e sincronizador de arquivos (Imagem: Reprodução) 

Principais recursos 

O MEGA oferece apps móveis (inclusive para o Windows Phone) e um cliente desktop que mantém todos os seus arquivos sincronizados nos demais dispositivos. Além disso, tudo é criptografado de ponta a ponta usando o padrão AES. Caso queira, também dá para compartilhar arquivos com seus amigos através de links públicos. 

Recursos pagos 

Como se não bastasse a oferta gratuita mais generosa, o MEGA também é o que tem as ofertas pagas mais robustas. Por a partir de 5 € é possível adquirir planos que vão de 200 GB até 4 TB de armazenamento (esse último por 30 € mensais). 

Para prestar atenção 

Na tentativa de despistar as autoridades, o MEGA se define como uma companhia devota da privacidade e segurança de dados. Contudo, os mais ressabiados podem ficar com um pé atrás em relação ao histórico do MegaUpload, que foi retirado do ar e levou consigo todos os arquivos que armazenava. No momento, é pouco provável que o mesmo aconteça com o MEGA, mas sempre há uma possibilidade - e isso seria catastrófico para todos que confiarem no serviço para fazer backups

5. Copy 

Talvez o menos conhecido desta lista, o Copy é a versão destinada ao usuário doméstico do aclamado serviço de armazenamento na nuvem voltado para empresas CudaDrive, da Barracuda Networks. Embora não tenha tanto apelo quanto os demais, ele é surpreendentemente bom. 

Espaço para armazenamento 

Assim como o Google Drive, o Copy oferece 15 GB de armazenamento gratuito para os usuários. No entanto, aqui o diferencial é que esse espaço não é compartilhado com seus e-mails e fotos, então não há razão para se preocupar com esse tipo de coisa. 

Menos conhecido de todos os serviços do gênero, o Copy é o único que oferece uma alternativa corporativa para empresas e negócios

Menos conhecido de todos os serviços do gênero, o Copy é o único que oferece uma alternativa corporativa para empresas e negócios (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira) 

Principais recursos 

Uma das funcionalidades que se destaca no Copy é sua capacidade de versionar arquivos, mantendo um histórico de até 30 dias de alterações em documentos e afins. Também é possível recuperar algo que tenha sido excluído num período de até 30 dias. Fora isso, há clientes de sincronização para Windows, Mac, Linux e os três sistemas operacionais móveis mais populares da atualidade. 

Recursos pagos 

Quem quiser abrir a carteira para ter mais espaço para guardar seus arquivos, o Copy oferece dois planos. O primeiro custa US$ 5 mensais por 250 GB de armazenamento; enquanto o segundo oferece 1 TB de armazenamento em troca de US$ 10 mensais. Não é algo surpreendente, mas no comparativo com as demais opções o Copy é bastante competitivo. 

Para prestar atenção 

Também merece destacar que o Copy é o único serviço que não tem pegadinhas para o usuário. Por exemplo, caso o limite de 1 TB contratado seja ultrapassado, o serviço oferece sua alternativa corporativa para que o usuário possa continuar armazenando seus backups na nuvem. Junto com a oferta também vem proteção adicional dos dados e versionamento e recuperação ilimitados dos arquivos. É o único serviço do tipo que oferece uma alternativa como essa. 

No fim das contas, qual o melhor para você? 

A verdade é que, se você busca apenas por uma forma gratuita para armazenar seus backups, qualquer um dos serviços desta lista lhe atenderá bem. Agora, se você tem interesses específicos ou gostou mais de uma funcionalidade e outra, a escolha se torna algo bastante pessoal. 

Por exemplo, a possibilidade de manter versões distintas dos arquivos no Dropbox e no Copy pode ser um atrativo a mais para quem trabalha com produção de texto ou programação, já que é imprescindível manter um histórico dos arquivos. Outro fator a levar em consideração é o quanto você está comprometido com um ecossistema. 

Não abre mão do Office por nada no mundo? Então o OneDrive pode ser a escolha óbvia. Tem um Chromebook e trabalha com o Docs aberto o tempo todo? Então o Google Drive pode ser o serviço certo para você. Nada disso importa e o que você procura de verdade é espaço gratuito para guardar um backup gigantesco? Então corra para o MEGA. 

Qual serviço é o seu favorito e qual você utiliza para guardar seus backups? Não usa nenhum desses listados aqui e tem uma dica para gente? Então registre sua opinião na caixa de comentários aqui embaixo. 

Veja também 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar