53

Vale a pena trocar o Galaxy S3 pelo Galaxy S4?

Por Pedro Cipoli RSS | 19.03.2013 às 14h15

GALAXY S3 E GALAXY S4

Usuários que adquiriram o Galaxy S3 conseguiram aproveitar vários meses de uma experiência antes restrita apenas a iPhones: bastava tirá-lo do bolso para chamar a atenção de todos à sua volta. A combinação de um visual inovador, tela gigante de alta resolução e poder de processamento sem precedentes foi a grande responsável pelo sucesso da marca e posicionou a Samsung como principal fabricante de smartphones top de linha com Android, gerando bastante expectativa sobre a próxima geração.

Galaxy S4

Felizmente - ou infelizmente - o design do Galaxy S3 fez tanto sucesso que a empresa resolveu reutilizá-lo em vários aparelhos, como o Galaxy S3 mini, Galaxy S Duos e Galaxy Grand só para citar alguns, mas ok, pois veríamos algo completamente novo no Galaxy S4, certo? Errado, isso não aconteceu. O visual que era completamente novo no começo do ano passado se tornou, na melhor das hipóteses, comum, fazendo com que o upgrade visual entre Galaxy S3 e Galaxy S4 seja consideravelmente menor do que o que tínhamos entre Galaxy S2 e Galaxy S3.

Naturalmente o visual não é o único ponto que os usuários levam em consideração na hora de fazer um upgrade de smartphone. As especificações também são importantes, ainda mais no caso da Samsung que dobrou o número de cores de processamento em cada geração de sua linha Galaxy S. Como vimos, são duas versões disponíveis: uma equipada com o esperado Exynos 5 de oito núcleos e outra com um Snapdragon 600 quad-core rodando com um clock um pouco mais alto na versão americana.

Qual é a diferença entre os dois chips na prática? Mesmo que ainda não possamos conferir em nosso laboratório, podemos especular que a performance de ambos os chips sejam semelhantes, afinal a Samsung não vai se dar ao luxo de oferecer uma opção inferior do Galaxy S4 logo nos Estados Unidos, um dos mercados mais promissores da empresa. De qualquer forma, é um upgrade generoso em relação à versão anterior, o que é uma boa notícia para os entusiastas de desempenho mesmo que o Galaxy S3 ainda tenha poder de fogo de sobra.

Galaxy S4 vs Galaxy S3

Em relação aos recursos, a Samsung fez um bom trabalho adicionando programas bastante poderosos combinados com a mais nova versão do sistema Android, a Jelly Bean 4.2.2. Entre os que mais chamaram a atenção podemos citar a capacidade de filmar com as câmera traseira (agora de 13 megapixels) e dianteira simultaneamente, além de alguns aplicativos de edição de vídeo de fábrica. Outro é o S Voice Drive (que temos dúvidas se funcionará com perfeição no Brasil), o Home Sync e o Samsung Knox, que "divide" o celular entre área pessoal e área corporativa ao estilo Blackberry 10.

Dos citados acima, a Samsung garantiu que boa parte estará presente no Galaxy S3 nos próximos meses. Apenas os que dependem de hardware, como o Air Gesture, que permite ao usuário controlar o aparelho sem tocar na tela, ficarão restritos ao modelo mais novo. Analisando esse cenário, podemos ver uma política de atualização semelhante ao que vemos no iPhone, onde os usuários costumam atualizar seu aparelhos a cada duas gerações para tirar benefício de um número maior de recursos sem trocar de aparelho antes que ele faça aniversário.

Galaxy S4 vs Galaxy S3

Outro ponto que merece destaque é a tela, que com mais de 2 milhões de pixels (1920x1080) dentro de 4,99 polegadas resulta em uma densidade de pixels de 441 ppi capaz de fazer inveja em qualquer iPhone 5 com tela Retina, ainda mais quando estamos falando de uma densidade tão alta com a tecnologia Super AMOLED de telas da Samsung. Embora a Super AMOLED HD já seja o suficiente para mal podermos diferenciar os pixels mesmo de perto, a resolução mais alta é uma tendência das empresas de melhorar cada vez mais a qualidade das telas para o consumidor.

Levando todos esses pontos em consideração, vale a pena aposentar o Galaxy S3 para ter o Galaxy S4? Certamente é um upgrade inquestionável para quem possui o Galaxy S2, mas estamos falando de um investimento de R$ 2400 para a versão mais básica, sem 4G e com 16 GB de armazenamento. Tem esse dinheiro sobrando? Então, talvez seja uma boa opção. A grana anda curta? Então, para você, o upgrade talvez não seja tão necessário assim.

O que acha, usuário? Conte-nos nos comentários!

Leia a Seguir

Comentários