6

Até quando o Kinect vai ficar preso ao XBOX 360?

Por Pedro Cipoli RSS | 08.01.2013 às 11h37

Kinect

Kinect Logo

O Kinect causou bastante impacto quando foi lançado. Depois de vários anos de avanços incrementais, o mercado de games finalmente ganhou uma quebra do paradigma do gamer sentado em frente à televisão com um controle na mão. Controlar o console com gestos e movimentos deixou muitos usuários contentes, mas cá entre nós: o Kinect não é tão preciso a ponto de abandonarmos completamente o bom e velho joystick.

Embora a Microsoft esteja fazendo um grande esforço para que os jogos aproveitem melhor os recursos do Kinect, esse não é o ponto. Por ser relativamente barato, de padrão aberto e bastante poderoso, talvez exista vida para ele fora do mundo dos videogames. Hackeado desde o dia de seu lançamento e lançado para Windows em outubro do ano passado (com a promessa de trazer um SDK para os desenvolvedores), o Kinect pode ter vários recursos interessantes em um futuro próximo.

O foco da gigante do software no Kinect faz muito sentido, considerando o enorme sucesso do XBOX no mercado de jogos de alta definição. No entanto, seu uso ainda está presente em apenas uma pequena fração de casa, e é preciso conquistar o público não-gamer para ganhar um espaço maior. O fato de o Kinect usar um padrão aberto abre uma vantagem competitiva em relação ao Google e à Apple por estes não possuírem produtos semelhantes no mercado, dando liberdade para os reprodutores de conteúdo (como a Netflix) adaptarem seus produtos ao sensor de movimento da Microsoft.

Kinect Adventures

Mas como ampliar as capacidades do Kinect? Até agora, foram criados alguns projetos bastante interessantes, como uma tela sensível ao toque virtual (que o usuário controla por gestos, mas sem tocar no aparelho) e um detector de imagens no escuro, ambos pertencentes ao projeto OpenKinect, e provavelmente não demorará muito para o console Ouya ter o seu próprio hack. Se tais novidades forem adaptadas ao Windows, os usuários poderão melhorar sua produtividade e descobrir uma infinidade de novas formas de utilizar o computador.

Os recursos acima só serão possíveis com uma atualização de hardware capaz de adicionar uma câmera de alta definição, além da melhoria na detecção de gestos e de novos recursos de reconhecimento de face e voz. Outro ponto é adicionar um melhor suporte para os desenvolvedores e ferramentas com que estes possam trabalhar (como um SDK robusto). Mesmo que isso aumente o custo final do Kinect, os benefícios em longo prazo serão muito maiores.

Com um hardware superior, as utilidades do Kinect podem ser inúmeras, chegando até à área da saúde, no oferecimento de terapias e realizações de procedimentos médicos. De fato, já existem experimentos em andamento, inclusive com o aval do Departamento de Defesa dos EUA para terapias. Já o Projeto Opera visa utilizar o sensor para realizar operações sem o risco de contaminação.

Em um futuro próximo, poderíamos controlar toda a nossa casa apenas com alguns gestos, de uma forma simples e acessível para todos. As possibilidades são tantas que utilizar o Kinect apenas no XBOX 360 (com games como Kinect Adventures) é um enorme desperdício em vários aspectos.

Tem um Kinect? Conte-nos o que acha que poderíamos fazer com ele nos comentários!

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

FIQUE ATUALIZADO
RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS POR E-MAIL